Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

X

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

X

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

04/04/21 às 17:00 - Giulite Coutinho

Escudo Botafogo
BOT

1

X

1

Escudo Portuguesa
POR

Análise: alterações de Barroca e injeção de confiança empurram Botafogo para vitória sobre Coritiba

comentários

Blog da Redação

Blog da Redação

Compartilhe

Análise: alterações de Barroca e injeção de confiança empurram Botafogo para vitória sobre Coritiba
Vitor Silva/Botafogo

Se o Natal é tempo de esperança, a ceia do botafoguense ganhou tempero especial neste fim de ano. Após 11 jogos sem vitória e sete derrotas seguidas, o Botafogo venceu o Coritiba por 2 a 1, fora de casa, com dois gols de Pedro Raul. Mudança de postura no segundo tempo foi a chave da virada.

Sem Victor Luis e Bruno Nazário suspensos, Eduardo Barroca escalou Forster e Kalou pelo lado esquerdo, mesma formação que não funcionou no jogo contra o São Paulo. Caio Alexandre ajudou o setor. Warley foi mantido como titular, agora aberto na direita, como principal opção de velocidade da equipe. A zaga, que há dois meses não passa sem sofrer gols no Brasileirão, voltou a contar com Marcelo Benevenuto, após cumprir suspensão.

Análise de Coritiba x Botafogo

O Botafogo começou buscando o jogo, subindo a marcação no campo de ataque. Com a bola, Warley e Kalou tentaram a todo momento aproximação com Pedro Raul por dentro. Essa movimentação abriu espaços nas pontas que foram explorados pelos laterais Kevin e Forster, que, apesar de ser zagueiro de origem, não se conteve no apoio.

Análise de Coritiba x Botafogo

O Alvinegro era melhor e controlava as ações na partida, mas não deixou de apresentar problemas crônicos na criação de jogadas. Honda e Caio Alexandre recuam para qualificar o passe na saída de bola. Dessa forma, faltou capacidade criativa no campo de ataque. Outra dificuldade da equipe é a de concluir as chances criadas em gol. Oitavo time em finalizações por jogo e 17º em gols marcados, o Botafogo é um dos times que mais precisam de finalizações para marcar um gol. Em todo o primeiro tempo, foram 12 chutes e apenas um em direção ao gol do goleiro Wilson.

Análise de Coritiba x Botafogo

A partir da metade da primeira etapa, o Coritiba começou a encontrar espaço nas costas da defesa alvinegra, aproveitando passes diretos e a velocidade de Rafinha e Neilton. A equipe paranaense chegou ao gol aos 26 minutos, aproveitando a ausência do volante José Welison. Enquanto era atendido fora do campo, a marcação não se organizou e apenas observou Neilton receber de cara para o gol. O gol abateu os jogadores botafoguenses e permitiu que o Coritiba jogasse com mais tranquilidade, buscando sempre as movimentações de Giovanni Augusto na organização das jogadas.

Análise de Coritiba x Botafogo

No segundo tempo, logo nos primeiros minutos, Barroca colocou Lecaros e Babi nos lugares de Warley e José Welison. Honda sentiu lesão muscular e deu lugar ao Cícero. Com as alterações, o Botafogo teve a posse de bola, mas mostrou sérias dificuldades em finalizar em gol. Os dois atacantes altos foram pouco acionados, tanto no pivô quanto em cruzamentos.

Análise de Coritiba x Botafogo

Coube ao Cícero, tão criticado pelo pouco comprometimento com clube, aplicar a injeção de ânimo que mudou o jogo já na metade final da segunda etapa. Dos pés dele saiu o cruzamento que resvalou na cabeça de Pedro Raul e venceu o goleiro. O gol trouxe o Botafogo de volta ao jogo, devolvendo a confiança aos jogadores. O momento coincidiu também com a saída de Giovanni Augusto e Neilton, principais jogadores do Coritiba no jogo. A partir do empate, a pressão do Alvinegro foi muito forte. Rhuan perdeu gol incrível, em boa jogada de Babi. Mas a virada veio com Pedro Raul em cobrança de pênalti, após toque de mão observado pelo árbitro de vídeo.

Análise de Coritiba x Botafogo

As alterações do Barroca mudaram o jogo, mas a principal mudança foi a de postura depois do gol de empate. O Coritiba ainda teve a chance de empatar o jogo em um pênalti muito discutível, mas Sabino bateu para fora. Vitória fundamental para o Alvinegro seguir sonhando com a permanência na primeira divisão. O time ainda precisa de seis ou sete vitórias nos últimos 12 jogos para seguir lutando pela permanência.

O Botafogo volta ao Rio para enfrentar o Corinthians no próximo domingo, 27, no Nilton Santos. O time paulista, que enfrenta o Goiás na segunda-feira, está invicto e sem sofrer gols há quatro jogos. Será a última partida do Glorioso em 2020.

Números do jogo:

Posse de bola – BOT 55% x 45% CTB
Passes – BOT 404 (88% certos) x 342 (80%) CTB
Finalizações – BOT 18 (3 no gol) x 10 (4) CTB
Chances claras – BOT 1 x 3 CTB
Desarmes – BOT 9 x 23 CTB

Fonte: Redação FogãoNET

Comentários