O Athletico Paranaense reclama um suposto pênalti nos acréscimos da vitória de 2 a 1 do Botafogo, neste domingo, no Estádio Nilton Santos. O FOGÃONET foi atrás das imagens e constatou que o árbitro Douglas Marques das Flores acertou, mesmo demorando na consulta ao VAR.

Na transmissão da TV Globo, os comentaristas apontaram pênalti de Carli em Madson. O problema é que não foram analisadas irregularidades cometidas pelo Athletico Paranaense.

Veja abaixo as imagens:

Após o lançamento de Abner, Bryan Romero está impedido e faz falta em João Paulo. Caso o árbitro não considere falta, é clara a participação do jogador em impedimento, tocando em João Paulo


Quando Madson domina no peito, Bryan Romero novamente está impedido. Ele vai na bola e atrapalha a chegada de João Paulo

Ou seja, no fim dos cantos o árbitro acertou. Só que o VAR no Brasil não é transparente e não explica a decisão, que pode ter sido ver o impedimento e dar vantagem ou não ter considerado como pênalti a ação de Carli em Madson, que é interpretativo. O vídeo pode ser visto em: https://globoesporte.globo.com/pr/futebol/brasileirao-serie-a/noticia/botafogo-2×1-athletico-veja-os-gols-os-melhores-momentos-e-os-penaltis-nao-marcados.ghtml

O Athletico Paranaense tem razão em reclamar de pênalti no primeiro tempo, em puxão de João Paulo na camisa de Bryan.

O Botafogo ainda reclamou um pênalti em toque no braço de zagueiro do Athletico após cabeçada de Kanu, mas a jogada não foi revisada.

Fonte: Redação FogãoNET