Além dos erros de planejamento, Botafogo sente muito a falta da torcida; com ela, haveria alguma esperança

42 comentários

Blog da Redação

Blog da Redação

Compartilhe

Botafogo x Paraná no Estádio Nilton Santos, em março de 2020
Vitor Silva/Botafogo

Fora todos os erros de planejamento cometidos pela diretoria e o famoso Comitê Gestor, a pandemia da Covid-19 provocou o maior desfalque no Botafogo. Sem poder contar com a torcida alvinegra no Estádio Nilton Santos, o Glorioso tem um desempenho sofrível jogando em casa.

Os números não mentem: são cinco derrotas seguidas atuando no agora silencioso Niltão. O Botafogo tem simplesmente a pior campanha como mandante de todo o Campeonato Brasileiro. São apenas 11 pontos conquistados em 15 jogos, com ínfimas duas vitórias, cinco empates e oito derrotas – um aproveitamento ridículo de 24%.

Como não lembrar da fuga do rebaixamento em 2009, quando o Botafogo conseguiu escapar do rebaixamento com um encapetado Jobson e o então Engenhão abarrotado de gente contra Palmeiras e São Paulo? Não precisa ir tão longe, em 2019 mesmo o Botafogo conseguiu escapar aos trancos e barrancos porque a galera, mesmo desconfiada, chegou junto.

É claro que o “se” não entra em campo no futebol, mas com certeza não teríamos o cenário atual se a torcida estivesse podendo comparecer ao Nilton Santos. Mesmo com essa equipe pavorosa de ruim, a galera do Botafogo iria empurrar e os pontos iriam ser conquistados na marra, na força da camisa, no gripo da torcida, no brilho da Estrela Solitária. Disso não há dúvida.

O rebaixamento parece inevitável, e se você perguntar para 100 botafoguenses, 99 vão dizer que o clube já caiu. Com o cenário financeiro que se avizinha, não haverá outra maneira para o Botafogo ressurgir. Que a vacina chegue logo e possamos voltar aos estádios, porque só a torcida vai conseguir resgatar o Botafogo.

Saudações alvinegras!

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas