O Campeonato Carioca de 2020 está para protagonizar um dos maiores absurdos de sua história. A competição organizada pela Ferj vai proporcionar ao Flamengo disputar todos os seus jogos no Maracanã. A única confirmação pendente é para a partida contra o Bangu, mas é praticamente certo que será realizada no estádio.

Tal fato mexe com a justiça da competição e causa vantagem esportiva ao Flamengo com as inversões de mando. O clube “se livrou de jogar” contra Macaé no Moacyrzão, Vasco em São Januário, Resende no Estádio do Trabalhador, Cabofriense no Correão e Bangu em Moça Bonita (considerando que todos esses estádios estivessem liberados para receber jogos).

Banner da loja do FogãoNET para faixa japonesa

Para efeitos de comparação, o Botafogo foi eliminado da Taça Guanabara porque perdeu 6 pontos para Volta Redonda no Raulino de Oliveira e Madureira em Conselheiro Galvão. O time ainda teve de sair de casa para enfrentar o Fluminense, pegará o Flamengo no Maracanã e a Portuguesa em local a definir.

O Vasco jogou fora de São Januário contra o Flamengo no Maracanã, o Boavista no Kleber Andrade (Espírito Santo) e Portuguesa no Elcyr Resende. Ainda vai pegar o Resende e o Volta Redonda no Raulino de Oliveira.

Já o Fluminense enfrentou a Cabofriense no Elcyr Resende e o Bangu em Moça Bonita, e tem pela frente o Macaé no Elcyr Resende.

A Ferj alega que o Maracanã é campo neutro. Entretanto, é público que Flamengo e Fluminense assinaram contrato de cogestão do estádio até abril de 2020. As partidas no local representam mais receita para a Federação, que tem direito a cerca de 10% da renda bruta de cada jogo do Estadual.

Você concorda com este modelo do Campeonato Carioca?