Inversão de mando não faz qualquer sentido; problema é do Flamengo, não do Botafogo

188 comentários

Blog da Redação

Blog da Redação

Compartilhe

Chay em Botafogo x Flamengo | Campeonato Carioca 2022
Vítor Silva/Botafogo

* Começou como sugestão de comentaristas, agora já é debatida internamente e noticiada na mídia a possibilidade de o Flamengo pedir a inversão de mando nos clássicos com o Botafogo, pelo Campeonato Brasileiro. Afinal, não terá o Maracanã no jogo do dia 8 de maio, por causa de reparos no gramado. A troca não faz qualquer sentido e sequer deveria ser cogitada.

* Em primeiro lugar, porque o problema é única e exclusivamente do Flamengo, não do Botafogo. É o clube rubro-negro quem tem que se resolver com a administração do Maracanã ou encontrar um novo estádio para jogar.

* No ano passado, o Botafogo chegou a ficar sem o Estádio Nilton Santos em dois jogos, contra Remo e Vitória. Alguém cogitou inversão de mando? A mídia sugeriu essa possibilidade? Que nada. Coube ao Botafogo atuar no Raulino de Oliveira. O Palmeiras, sem o Allianz Parque, acabou de jogar contra o Corinthians na Arena Barueri. Por que pensar em “jeitinho” a favor do Flamengo?

Mochilas, bolsas e carteiras da coleção FogãoNET da Estilo Piti

* A tabela do campeonato está aí e tem que ser cumprida. Imagina o torcedor que não mora no Rio de Janeiro, se programou para ir no clássico do returno no Estádio Nilton Santos, é sócio, mas pode correr o risco de o jogo do segundo turno ser no Maracanã com mando do adversário? Vai ser prejudicado assim mesmo?

* Na parte técnica, a mudança pode trazer problemas para o Botafogo no futuro. Teria que fazer uma sequência de três jogos fora de casa em agosto (Juventude, Flamengo e Fortaleza). Com risco de ter partidas de Copa do Brasil no meio. Na parte financeira, um clássico no segundo turno, com o campeonato “mais quente”, tende a ser mais vantajoso que um clássico no início da competição.

* O Flamengo tem que encontrar um novo estádio para mandar o jogo com o Botafogo. E não pode ser o Nilton Santos também, afinal o time alvinegro não pode ser visitante em sua própria casa. Um caminho possível é o Mané Garrincha. Então, que seja em Brasília, mais um reduto alvinegro, onde muitos botafoguenses vão querer marcar presença.

* Para fechar, se a situação fosse inversa, alguém imagina que o Flamengo cederia e aceitaria as mudanças de mando? Pois é.

Fonte: Redação FogãoNET

Notícias relacionadas