Pitacos: Joel Carli tem o espírito do Botafogo, contagia a todos; legal ver Luís Castro mudar convicções; Hugo merece destaque 

75 comentários

Blog da Redação

Blog da Redação

Compartilhe

Joel Carli e Calleri em Botafogo x São Paulo | Campeonato Brasileiro 2022
Reprodução/Premiere

* Já pedíamos aqui a volta de Joel Carli ao time titular, mas era difícil prever um retorno tão em grande estilo. O zagueiro argentino assumiu a braçadeira de capitão, botou Calleri no bolso, elevou o nível de seus companheiros, cobrou a arbitragem e contagiou a todos, inclusive a torcida. Não tem como ser de outra forma: Carli tem que ser titular do Botafogo.

* El Capitán tem o espírito do Botafogo, joga com alma, é seguro pelo chão e ótimo na bola aérea. É óbvio que não pode ficar exposto a jogadas de velocidade, mas com boa proteção e organização (que ele mesmo ajuda a dar) é fundamental.

* Talvez a posição em que o Botafogo esteja melhor servido seja realmente é de zagueiro. São quatro em bom nível. Faz sentido então colocar três deles para jogar. Contra o São Paulo, Joel Carli, Kanu e Victor Cuesta deram conta do recado. O adversário praticamente não levou perigo a Gatito.

* Aqui cabe um elogio a Luís Castro. Mudou suas convicções de jogo de imposição, de ter a posse de bola, de querer dominar para ganhar. Entendeu que o Botafogo precisava de maior solidez defensiva e força no meio, além de saídas em velocidade. Colocou três zagueiros, usou Patrick de Paula e Kayque como volantes, deu chance a Lucas Piazon, teve velocidade com Saravia, Hugo, Vinícius Lopes e Erison.

* Ser reativo é sinal que vai ganhar todos os jogos? Claro que não. Mas foi assim que o Botafogo venceu Flamengo e Ceará, além do São Paulo. Parece ser o mais indicado para o momento, como já pregávamos aqui.

* É preciso dar destaque também para Hugo. Com confiança e personalidade, tomou conta do lado esquerdo, faz jogada em velocidade, progride, dá opção, acerta passes. E é muito novo. Vai crescendo em hora importante para o Botafogo e para a sua carreira.

* A torcida do Botafogo deu mais um show no Estádio Nilton Santos. Ativa, participativa, jogou junto e teve seu papel na vitória. Colocar quase 20 mil torcedores após quatro derrotas e ter atmosfera de apoio não é comum no futebol brasileiro. Parabéns para os botafoguenses, que entenderam o que o time precisa.

Notícias relacionadas