O título do Campeonato Carioca de 1989 foi de grandes emoções para o torcedor do Botafogo. Além de invicto, o caneco representou o fim de um jejum de 21 anos sem conquistas. O FOGÃONET detalhou a campanha, o elenco e curiosidades do título.

A CAMPANHA INVICTA

O Botafogo não perdeu nenhum jogo da caminhada de 1989. Mas nunca teve vida fácil. Tirando um 3 a 0 no frágil Nova Cidade, o saco de pancadas da competição, e um 4 a 0 imponente no perigoso Porto Alegre em Itaperuna (RJ), até os jogos contra os times de menor investimento foram complicados. Mas a emoção dessas partidas que fez a campanha ser ainda mais gostosa.

Durante a campanha o Botafogo venceu apenas um clássico, e foi justamente o 1 a 0 sobre o Flamengo na grande final. Abaixo a campanha botafoguense:

Jogos: 24

Vitórias: 15
Empates: 9
Derrotas: 0
Gols pró: 37
Gols contra: 11
Saldo de gols: 26 gols positivo
Artilheiros: Paulinho Criciúma (10), Maurício (9), Carlos Alberto Santos (4), Jéferson (3), Luisinho (2), Vitor (2), Josimar (1), Mauro Galvão (1), Mazolinha (1), Milton Cruz (1), Wilson Gottardo (1), Zé Paulo (contra) e Gonçalves (contra)

Taça Guanabara

12/2 – América 0 x 1 Botafogo – Maracanã – Gols: Paulinho Criciúma
19/2 – Botafogo 3 x 0 Nova Cidade – Caio Martins – Gols: Paulinho Criciúma (2) e Carlos Alberto Santos
26/2 – Botafogo 1 x 1 Flamengo – Maracanã – Gols: Jéferson
4/3 – Botafogo 1 x 1 Volta Redonda – São Januário – Gols: Wilson Gottardo
12/3 – Botafogo 0 x 0 Vasco – Maracanã
20/3 – Olaria 1 x 3 Botafogo – Rua Bariri – Gols: Luisinho, Carlos Alberto Santos e Paulinho Criciúma
26/3 – Cabofriense 0 x 2 Botafogo – Estádio Hermenigildo Barccellos – Gols: Paulinho Criciúma (2)
29/3 – Porto Alegre 0 x 4 Botafogo – Estádio Jair Bittencourt – Gols: Maurício (2), Jéferson e Milton Cruz
2/4 – Botafogo 2 x 0 Americano – Maracanã – Gols: Josimar e Zé Paulo (contra)
15/4 – Fluminense 0 x 0 Botafogo – Maracanã
22/4 – Bangu 0 x 2 Botafogo – Moça Bonita – Gols: Luisinho e Paulinho Criciúma

Taça Rio

30/4 – Nova Cidade 0 x 2 Botafogo – Louzadão – Gols: Carlos Alberto Santos e Maurício
3/5 – Botafogo 1 x 0 América – Maracanã – Gols: Paulinho Criciúma
7/5 – Flamengo 3 x 3 Botafogo – Maracanã – Gols: Maurício, Gonçalves (contra) e Vitor
14/5 – Botafogo 1 x 1 Vasco – Maracanã – Gols: Mauro Galvão
17/5 – Volta Redonda 1 x 2 Botafogo – Estádio Railino de Oliveira – Gols: Maurício e Carlos Alberto Santos
21/5 – Botafogo 2 x 2 Fluminense – Maracanã – Gols: Jéferson e Mazolinha
27/5 – Botafogo 2 x 0 Cabofriense – São Januário – Gols: Maurício e Paulinho Criciúma
31/5 – Botafogo 2 x 1 Porto Alegre – Caio Martins – Gols: Maurício (2)
4/6 – Americano 0 x 1 Botafogo – Estádio Godofredo Cruz – Gols: Paulinho Criciúma
7/6 – Botafogo 1 x 0 Olaria – Caio Martins – Gols: Vitor
10/6 – Botafogo 0 x 0 Bangu – Maracanã

Finais

18/6 – Flamengo 0 x 0 Botafogo – Maracanã
21/6 – Botafogo 1 x 0 Flamengo – Maracanã – Gols: Maurício

Placar apontando o título do Botafogo (Foto: Reprodução Youtube)

O ELENCO CAMPEÃO

O Botafogo manteve boa parte da base que tinha terminado a temporada de 1988 de forma discreta no Campeonato Brasileiro. Foram contratados para o Estadual de 1989 o lateral-esquerdo Marquinhos, o volante Vitor e o atacante Milton Cruz.

Do elenco campeão, dois jogadores já morreram: o zagueiro Mongol e o atacante Mazolinha, que fez o cruzamento para o gol de Maurício.

Mauro Galvão foi o único a voltar ao clube como treinador. Abaixo os campeões de 1989:

Goleiros

– Ricardo Cruz
– Gabriel

LATERAIS

– Josimar
– Wanderley
– Marquinho
– Renato Martins

ZAGUEIROS

– Wilson Gottardo
– Mauro Galvão
– Jocimar
– Mongol

MEIAS

– Luisinho
– Carlos Alberto Santos
– Vitor
– Jéferson
– Varela
– Carlos Magno
– Luís Cláudio

ATACANTES

– Maurício
– Paulinho Criciúma
– Mazolinha
– Gustavo
– Marinho
– Edilson
– Milton Cruz

CURIOSIDADES MARCARAM CONQUISTA

Milton Cruz, hoje técnico, integrou o elenco campeão

A quebra do jejum de títulos do Botafogo foi recheada de curiosidades. Separamos algumas delas:

– Autor do último gol do Botafogo no empate por 3 a 3 com o Flamengo, o meia Vitor rodou os quatro grandes clubes do Rio de Janeiro. Porém, foi no Flamengo, quem diria, que iniciou a sua carreira.

– Gonçalves, que marcou contra nesse mesmo 3 a 3, se transferiu pouco depois para o Boitafogo. Na época a torcida flamenguista ficou muito irritada com a situação e os mais fanáticos acusaram o atleta de se vender. Mas quem conhece o caráter do ex-zagueiro, um dos mais vitoriosos com a camisa botafoguense, sabe que isso nunca aconteceu.

– Há quem diga que o Botafogo contratou jogadores importantes daquela conquista, Mauro Galvão, Marinho e Paulinho Criciúma, em uma mesa de jogo, por uma dívida do então presidente banguense, Castor de Andrade, com Emil Pinheiro, então vice-presidente de futebol alvinegro. Nenhuma das partes confirma. Os dois dirigentes eram

– Um dos símbolos do Botafogo na década de 80, o meia Berg, já falecido, foi emprestado ao Coritiba pouco antes do Estadual começar. O destino, porém, quis que ele conquistasse um título pelo clube. Na verdade dois. Ele depois retornou e fez parte dos elencos do bi de 1990 e da Copa Conmebol de 1993.

– Hoje técnico de futebol e por anos auxiliar no São Paulo, Milton Cruz também integrou o elenco botafoguense como reserva.

LEIA TAMBÉM:

30 anos do fim do jejum: Mauro Galvão destaca força mental do Botafogo
30 anos do fim do jejum: Luisinho se negou a deixar o Botafogo até ser campeão
30 anos do fim do jejum: Emil Pinheiro montou o Botafogo campeão de 1989
30 anos do fim do jejum: Botafogo promove festa nesta sexta
Mercado da bola me faz lembrar de Emil Pinheiro
Moreira Salles no Botafogo: clube já viveu épocas douradas