Goleiro foi fundamental. Mas falta de qualidade de alguns jogadores do Botafogo incomoda

0 comentários

Blog do Mansell

Blog do Mansell

Compartilhe

Bruno Nazário - Botafogo x Goiás
Vitor Silva/Botafogo

O Botafogo tentou o jogo todo. Finalizou muito mais do que o adversário. Fez um ataque contra defesa. Mas esbarrou na grande atuação do goleiro Tadeu. Mais uma vez o arqueiro do time goiano brilhou no Campeonato Brasileiro. Sem tirar o mérito da defesa rival, a falta de qualidade de alguns jogadores do Botafogo incomoda.

Rafael Forster soa como displicente em vários lances. Isso por si só já poderia explicar a sua saída do time. Não consegue ser o volante que dele se espera. Na zaga consegue ser pior. Não me parece um caso de adaptação pura e simplesmente. É péssimo falar assim de um jogador, mas não tem condições de ser titular do Botafogo. Pelo menos não por enquanto.

Não dá para não falar de Kevin

Rhuan - Botafogo x Goiás
Rhuan se esforçou contra o Goiás

Não podemos deixar de falar de Kevin. O lateral-direito até se oferece para o jogo, tenta, arrisca. Mas a falta de qualidade é visível. A maioria dos seus cruzamentos termina em erro. Isso quando consegue ir ao fundo ou alçar a bola. Infelizmente é o que chamamos de cemitério de jogadas.

Para agravar a situação, alguns jogadores que tem qualidade ainda não entraram no Campeonato Brasileiro. Bruno Nazário é o exemplo mais claro disso. O apoiador não consegue ser a referência que se espera dele na criação de jogadas. Para não falar apenas de quem não rendeu, Rhuan vem ganhando confiança e tentando. Pode evoluir. Honda se mostra melhora a cada jogo. Marcelo Benevenuto e Kanu são o porto seguro do time. Assim o Botafogo segue pontuando, aos poucos. Entretanto não o que se espera dele. Cair não vai. Mas se queria brigar por algo maior…

Notícias relacionadas