Matemática da Série B liga sinal de alerta no Botafogo

89 comentários

Blog do Mansell

Blog do Mansell

Compartilhe

Diego Gonçalves - Botafogo x Confiança
Vitor Silva/Botafogo

A frase ‘Ainda não dá para projetar nada, pois está todo mundo pontuando” é de um dirigente do Botafogo e mostra a preocupação do clube com o equilíbrio na reta final da Série B do Campeonato Brasileiro. As projeções e análises de programas de televisão praticamente colocam Botafogo e Coritiba na Primeira Divisão em 2022. E a boa campanha de ambos justifica isso. Entretanto internamente as situação não é tratada com tanta naturalidade.

Isso porque na rodada, CSA, Guarani, CRB e Avaí ganharam. Do grupo que luta pela classificação, apenas o Vasco parece ter ficado fora da disputa. Em relação ao Botafogo, por exemplo, os vascaínos precisariam de cinco rodadas perfeitas, nas cinco que restam, para superar o Glorioso. Assim é óbvio que se o Vasco conseguir subir, o Botafogo já está na Série A. Mas fora isso o equilíbrio é grande.

O Botafogo não trabalha com contas. Apesar de 64 pontos ser tratado pelos matemáticos como uma número mágico, o Glorioso prefere pensar no jogo a jogo. Na conta botafoguense continua fundamental ganhar Operário e Guarani, os jogos em casa. Mas ninguém na diretoria e na comissão técnica descarta que seja preciso mais do que isso.

Botafogo só vai falar em título após acesso

Botafogo vai reencontrar o Vasco no domingo – Foto: Vitor Silva/Botafogo

Fora de casa o Botafogo pega o Vasco no domingo, depois a Ponte Preta em Campinas e ainda encontra o rebaixado Brasil de Pelotas na penúltima rodada, no Rio Grande do Sul. Internamente a busca de pontos fora de casa é o que pode definir de uma vez por todas o acesso.

Por fim existem duas certezas internas: não se deve falar em título até o acesso ser conquistado e o ideal é definir a situação antes da última rodada contra o Guarani, já que a pressão na rodada final é maior. Apesar do otimismo que existe no clube pela sequência positiva, a realidade em General Severiano é de pés no chão.

Notícias relacionadas