O Quarentena Alvinegra de hoje volta a 2006. O Botafogo estava lutando para se recuperar no Campeonato Brasileiro após um começo ruim. O técnico Cuca vinha conseguindo dar padrão ao time, que cruzaria com o Santos no Maracanã. Mas ainda era preciso evoluir muito. Entretanto, o time alvinegro tinha muita raça e acabou ganhando por 4 a 3.

Máscaras do FogãoNET para torcedores do FogãoNET durante a quarentena da pandemia do novo coronavírus (COVID-19)

O Santos foi ao Maracanã com um time que estava longe de ser dos sonhos. Mas tinha alguma qualidade. Zé Roberto e Cleber Santana davam equilíbrio ao meio-de-campo. Além disso, o lateral-esquerdo Kléber ajudava com seu talento. O ataque tinha Wellington Paulista, que viria a jogar em 2008 no Botafogo.

Já o Botafogo tinha Juninho na zaga, Zé Roberto no meio-de-campo e Reinaldo no ataque. Alguns jogadores que passaram rapidamente pelo clube também estavam em campo, como o atacante Wando.

Botafogo virou em dois minutos na reta final

O Botafogo começou no ataque e Asprilla, de cabeça, abriu o marcador. Mas Kléber empatou aos 31 minutos. Entretanto, antes do intervalo o Glorioso voltaria a ficar na frente com Reinaldo. O atacante aproveitou cruzamento de Júnior César para escorar para o fundo da rede.

Na volta para o segundo tempo o Santos pressionou e empatou em chute de Wellington Paulista. Reinaldo virou aos 34 minutos. Mas o Botafogo não desistia e empatou seis minutos depois em uma cabeçada de Zé Roberto. Entretanto, o melhor estava por vir.

Quando tudo indicava que o jogo terminaria empatado o Botafogo chegou ao triunfo. Aos 42 minutos o Botafogo tinha uma falta na intermediária. Todos esperavam a bomba de Juninho. Entretanto, foi Juca que cobrou para marcar um golaço. Vitória botafoguense por 4 a 3.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 4 X 3 SANTOS

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 14 de outubro de 2006 (Sábado)
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (RS)
Cartões amarelos: Asprilla (Botafogo) e Ronaldo Guiaro, Heleno, Wellington Paulista e Carlinhos (Santos:
Gols:
BOTAFOGO: Asprilla aos 19 e Reinaldo aos 43 minutos do 1º Tempo e Zé Roberto aos 40 e Juca aos 42 minutos do 2º Tempo
SANTOS: Kléber aos 31 minutos do 1º Tempo e Wellington Paulista aos 6 e Reinaldo aos 34 minutos do 2º Tempo

BOTAFOGO: Max, Asprilla, Juninho e Rafael Marques (Thiago Marin); Joílson, Claiton, Diguinho (Juca), Zé Roberto e Júnior César; Wando (Marcelinho) e Reinaldo. Técnico: Cuca

SANTOS: Felipe Garcia, Paulo Ricardo, Ronaldo Guiaro e Luiz Alberto; Manzur (Rodrigo Tabata), Heleno (Carlinhos), Zé Roberto, Cleber Santana e Kléber; Rodrigo Tiuí (Reinaldo) e Wellington Paulista. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Fonte: Redação FogãoNET