Servir e proteger… Precisamos falar de Barreto no Botafogo

51 comentários

Blog do Mansell

Blog do Mansell

Compartilhe

Barreto - Botafogo x Londrina
Vitor Silva/Botafogo

O Botafogo vem fazendo bonito na Série B do Campeonato Brasileiro e por conta disso teve vários destaques. Desde o começo da competição nós tivemos o Botafogo do Chay, o Botafogo do Rafael Navarro, o Botafogo do Enderson Moreira e por aí vai. Mas tem um jogador em especial que merece a nossa atenção: Barreto. Não é protagonista e está longe de ser. Mas é uma espécie de carregador de piano, profissão fundamental em um time de futebol. Os grandes da história tiveram os seus.

No próprio Botafogo alguns carregadores de piano marcaram história. O time de 1995 foi de estrelas como Donizete e Túlio. Mas Jamir estava lá atrás para segurar a onda. Marcelo Mattos teve a sua importância na década passada em algumas conquistas.

Barreto e os rebotes no time do Botafogo

Barreto - Remo x Botafogo
Barreto não dá mole para os rivais (Foto: Fernando Torres/AGIF/Série B)

Banner de produtos com frete grátis na loja do FogãoNET: carteira, bolsa de academia e máscaras

No Botafogo atual, que está longe dos grandes times que o clube produziu, também existe seu carregador de piano e precisamos falar dele. Barreto tem tido grande papel no time de Enderson Moreira. Como o Botafogo pega rebotes, algo que o time não vinha fazendo e não é de hoje.

Com Enderson no comando, Barreto cresceu. Hoje ele é fundamental para o apoio dos laterais. Foi contra o Náutico mais uma vez. A proteção aos zagueiros é outra com o jogador, que não é nenhum talento fora de série, mas que tem consciência disso. Barreto não inventa . Rouba a bola e toca para quem sabe. Tem ciência do seu papel e o faz com maestria. O Botafogo que vem fazendo sucesso também é o Botafogo do Barreto.

Notícias relacionadas