Os Jogos Olímpicos de Tóquio, que seriam realizados de 24 de julho a 9 de agosto, foram adiados por causa da pandemia de coronavírus, mas isso não deve mudar os planos de Keisuke Honda, que almeja disputar o evento com a seleção japonesa de futebol. O Boletim do C.E apurou que o meia conversou nos últimos dias com o Botafogo e o empresário Marcos Leite e disse estar lidando muito bem com o imprevisto.

Loja do FogãoNET por Estilo Piti | O Site oficial do torcedor do Botafogo

– Eu converso sempre com ele. Falei, inclusive, com ele há pouco. Ele está supertranquilo, muito feliz no Botafogo. Nada mudou. Penso que ele já iria continuar mesmo se tivesse a Olimpíada. Ele está se sentindo em casa e adorou a torcida – disse Marcos Leite à coluna do FogãoNET.

O contrato de Honda com o Botafogo vai até dezembro de 2020. No clube, também acredita-se que, por conta da provável remarcação da Olimpíada para meados de 2021, Honda renove seu vínculo com o Fogão para tentar disputar os Jogos no Japão.

– Ele está tranquilo. Fica até dezembro e acredito que até mais – projetou Ricardo Rotenberg, vice-presidente comercial e marketing, também membro do comitê executivo de futebol.

Na manhã da última quarta-feira, Honda usou o Twitter para minimizar o adiamento de Tóquio-2020 para a torcida do Botafogo. O jogador japonês afirmou que poderá “focar ao máximo” e conseguir jogar para os alvinegros.

Fonte: Redação FogãoNET