Rodrigo Maia e Raphael Gattás fizeram campanha antes dos jogos do Botafogo

Rodrigo Maia e Raphael Gattás fizeram campanha antes do jogo do Botafogo contra o Bahia, pela Copa Sul-Americana, no Setor Leste do Estádio Nilton Santos (Foto: C.E Sangenetto/FogãoNET)

O primeiro turno das eleições gerais pelo Brasil chegou ao fim no último domingo, dia 7, mas durante a campanha alguns candidatos chegaram a caminhar próximos ao Botafogo, seja em panfletagem no Estádio Nilton Santos ou até mesmo da diretoria alvinegra. Nenhum deles obteve vitória nas urnas, com exceção de Rodrigo Maia (DEM-RJ), reeleito deputado federal com 74.232 votos.

Senado fica sem Cesar Maia, mas Rodrigo Maia é reeleito para Câmara dos Deputados; Crivella não ‘elege’ filho

Cesar Maia. Rodrigo Maia e Marcelo Hodge Crivella são torcedores do Botafogo

Apenas Rodrigo Maia, ao centro, venceu nas urnas no último domingo e trabalhará em Brasília (Fotos: Reprodução)

Atual presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia é botafoguense declarado, conselheiro do clube e apoiou a chapa formada por Nelson Mufarrej e Carlos Eduardo Pereira nas eleições alvinegras de novembro-2017. Isso sem contar na atuação em Brasília para ajudar o BFR a conseguir renovar o patrocínio com a Caixa Econômica Federal. Esta contribuição rendeu uma nota de reconhecimento no site oficial do Alvinegro em agosto.

Se Rodrigo teve sucesso nas urnas, o pai não correspondeu a expectativa alimentada pelas pesquisas. O alvinegro Cesar Maia (DEM-RJ), prefeito do Rio de Janeiro em 2007, quando o Botafogo passou a administrar o Niltão, não ficou com nenhuma das duas vagas para o Senado Federal, sendo derrotado por Flávio Bolsonaro (PSL) e Arolde de Oliveira (PSD).

Se o assunto é filho de prefeito, não tem como deixar de destacar Marcelo Hodge Crivella (PRB), “figura VIP” nos camarotes do estádio do Fogão. Apesar dos esforços do pai, Marcelo Crivella, autoridade máxima da Cidade Maravilhosa, ele não conseguiu se eleger deputado federal ao somar 35.667 votos no estado.

Marcelo Queiroz, Raphael Gattás e Zorro Alvinegro não conseguem vaga para Assembleia Legislativa

Torcedores do Botafogo, Marcelo Queiroz, Raphael Gattás e Zorro Alvinegro não foram eleitos deputados estaduais

Marcelo Queiroz, Raphael Gattás e Zorro Alvinegro não foram eleitos deputados estaduais (Fotos: Divulgação)

Postulantes à Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), os botafoguenses Marcelo Queiroz e Raphael Gattás, ambos do PP,  também não foram eleitos – eles receberam, respectivamente, 27.842 e 6.604 votos. Ao lado de Rodrigo Maia, Queiroz chegou a fazer uma palestra na Zona Sul do Rio às vésperas do pleito para apresentar propostas a torcedores e diretores do Fogão e Gattas teve apoio declarado de membros da Loucos pelo Botafogo, maior organizada do clube. Com votação inexpressiva, o torcedor-símbolo Zorro Alvinegro (PRP) também ficou pelo caminho, sendo a preferência de apenas 1.281 eleitores.

Rodrigo Maia conversa com torcedores e dirigentes do Botafogo antes das eleições (Foto: Divulgação/FogãoNET)