As declarações de Luis Fernando Santos, vice-presidente executivo do Botafogo, sobre a crise financeira vivida por General Severiano não repercutiu bem na imprensa esportiva. O jornalista Raphael Rezende, do SporTV, reprovou o fato do dirigente ir a público, em entrevista para Rádio Globo, no último domingo, e dizer que o clube é um “paciente em estado grave internado na UTI”.

Segundo Rezende, a colocação do dirigente atrapalha o Botafogo no mercado. O Alvinegro busca atacantes que atuam como extremos para ocuparem as vagas deixadas por Erik e Biro Biro.

– Por mais que seja importante reconhecer internamente a situação, um posicionamento desse não é bom nem para o mercado. Se você estiver falando da necessidade de negociação jogador, você já negocia com pires na mão. Você é o elo fraco da negociação – opinou no “Troca de Passes” do último domingo.

Nesta terça-feira, no programa “Os Donos da Bola”, da Rede Bandeirantes, o apresentador Edilson Silva também reagiu à entrevista do VP executivo. Ele disse que os dirigentes devem buscar soluções em vez de expor ainda mais os problemas financeiros do Botafogo.

Fonte: Redação FogãoNET