Convidado do programa Resenha ESPN, exibido na noite da última sexta-feira, Jefferson contou uma história divertida da época em que jogou junto com Loco Abreu no Botafogo. O ex-goleiro do Fogão afirmou que o atacante uruguaio era supersticioso a ponto de errar pênaltis propositalmente nos treinos. O objetivo? Ter sorte nos jogos do Glorioso.

– Ele é maluco mesmo, um cara supersticioso demais. Se uma coisa deu certo, ele faz. Toda vez no treino, nas cobranças de pênalti, ele falava: “Jefferson, vá lá no gol”. Ele batia três pênaltis para fora de propósito e ia embora. Ele falava que dava sorte, que ia dar sorte no dia seguinte. Eu ficava parado no gol, ele batia três pênaltis e ia embora, acredita? E chegava no jogo e ele fazia o gol. Bitolado – revelou.

Em entrevista ao Lance para os jornalistas Felippe Rocha e Lazlo Dalfovo, publicada em dezembro, Jefferson também relatou que Loco Abreu queria ter o número 13 em diversos lugares, como na poltrona do avião ou até mesmo no número dos quartos de hotel.

Além da história curiosa, Jefferson fez elogios a Abreu e torce para que o ex-companheiro retorne ao Botafogo no futuro.

– Um cara sensacional, do bem, super. Um cara que eu torço para que possa voltar ao Botafogo, ele se identificou muito com o Botafogo – disse.

Jefferson se divertiu com Loco Abreu no programa Resenha ESPNÍdolo do Botafogo, Jefferson se divertiu com depoimento de Loco Abreu (Foto: Reprodução/ESPN Brasil)