Reforço do Rio Branco-ES para o Campeonato Capixaba de 2019, o atacante Loco Abreu, de 42 anos, visitou General Severiano com a família na última semana e manifestou sua vontade de voltar a vestir a camisa do Botafogo.

Em entrevista à Tribuna Alvinegra, publicada no canal “Fogão do Meu Coração“, no YouTube, o uruguaio disse que espera um dia matar a saudade da torcida alvinegra no Estádio Nilton Santos, onde até hoje sustenta o título de maior artilheiro com 41 gols marcados. Só que desta vez, caso retornasse, teria uma motivação especial: superar o argentino Rodolfo Fischer (1972-75), El Lobo, e se tornar o maior goleador estrangeiro do clube – restam seis gols para o recorde ser quebrado.

– É um orgulho para mim ficar nessa posição, sendo segundo maior estrangeiro artilheiro do Botafogo, além de ser o artilheiro do Nilton Santos. Eu acho que, se Deus quiser, a gente vai ter a possibilidade de voltar e matar a saudade do Nilton Santos, da torcida, do Botafogo. É só esperar e deixar o Senhor encaminhar o momento certo. E quem sabe, chegando essa hora, eu consiga ultrapassar o Fischer. Mas se não acontecer isso, o importante é experimentar essa sensação única – declarou o camisa 13 (assista abaixo).

Em maio deste ano, Gustavo Noronha, vice-presidente de futebol do Botafogo, disse ao Boletim do C.E, aqui no FOGÃONET, que havia uma intenção do clube de “fazer uma composição” para acertar uma dívida antiga com o veterano e que Loco teria “gostado da ideia”. Será que rola uma despedida especial um dia?