O jornalista André Rizek enalteceu a grande mobilização da torcida do Botafogo, que da noite de segunda-feira até a madrugada desta terça, levou uma mensagem em japonês, convidando o meia Keisuke Honda a jogar no Glorioso, ao topo dos trending topics do mundo no Twitter.

O apresentador do Seleção SporTV classificou a campanha alvinegra como “ato de resistência admirável” porque os torcedores estão acostumados a conviver com um espaço escasso destinado ao clube na mídia. O “efeito Honda” fez o Botafogo ser discutido por 20 minutos no programa vespertino.

– Sabe o que eu achei interessante neste caso do Honda? Hoje, para quem não é flamenguista no Rio de Janeiro, é quase um ato de resistência você continuar no dia a dia do seu clube. Você tem que mostrar diariamente que existe. O Flamengo se descolou tanto dos rivais, em espaço na mídia, em grana e em relevância esportiva, o que acabou puxando todas as outras coisas (…) Então, quando uma torcida se mobiliza, como fazem agora os botafoguenses, é um ato de resistência. Eu vi o que os botafoguenses fizeram ontem como um gesto de “estamos aqui”. “Somos o Botafogo”, “Somos uma torcida tão apaixonada quanto a do Flamengo ou qualquer outra”, “Nós nos achamos melhores que as outras torcidas”, “Transformamos um assunto em trending topics mundial”. Isso eu achei legal. O Honda é o de menos. O assunto ganhou a dimensão que teve pela mobilização dos botafoguenses. “Se o time não tem espaço na mídia, eu vou criar o espaço nas redes sociais”. É admirável isso, cara – comentou Rizek.

Carlos Cereto, presente na bancada do Seleção desta terça-feira, comentou a possibilidade da chegada de Honda ao Botafogo. Segundo o jornalista, a contratação do meia ex-Milan seria “excepcional” e daria uma injeção de ânimo ao torcedor do Glorioso.

Fonte: Redação FogãoNET