Não é apenas o Botafogo que é alvo de críticas pela busca por craques internacionais diante da crise financeira que os clubes brasileiros enfrentam, sobretudo durante a pandemia do novo coronavírus. No Vasco, a procura por astros como Yaya Touré, anunciado nesta quinta-feira pelo candidato à presidência Leven Siano, incomoda jogadores do atual elenco. O astro marfinense, ex-Barcelona e Manchester City, negociou com o Glorioso no primeiro trimestre de 2020.

Máscaras do FogãoNET para torcedores do FogãoNET durante a quarentena da pandemia do novo coronavírus (COVID-19)

Em entrevista ao canal “Fui Clear???“, no YouTube, na semana passada, o zagueiro Leandro Castán, do Vasco, disse não entender como um clube com “tantos meses de salários atrasados” pode ir atrás de reforços na Europa, fazendo clara referência às promessas de campanha de Leven Siano.

– O que eu não consigo entender na política do Vasco é que estamos com tantos meses, meses e meses de salários atrasados. Talvez fosse a hora de se unir mesmo, todo mundo ajudar. Isso me incomoda e me deixa assim: “Cara, não estou entendendo isso”. É ano de eleição e chega um cara que começa a falar que vai trazer três jogadores da Europa para o Vasco. Tipo assim: “Cara, será que eu estou nesse time aí que ele tá falando?” Eu não entendo, cara. Não consigo entender. É loucura, entendeu? – desabafou Castan.

Loja do FogãoNET por Estilo Piti | O Site oficial do torcedor do Botafogo | Cupom de 10% de desconto

O defensor vascaíno ressaltou que sua declaração nada tem a ver com o Alexandre Campello, atual presidente. E continuou:

– Eu não gosto nem de ver, porque senão você não consegue, cara. Como vou lá no campo? Como vou lá treinar, vou fazer isso e aquilo, com meses e meses de salários atrasados, e tem um cara falando que vai chegar e vai trazer esse, aquele, aquele outro… Não, espera aí, acho que estou no time errado. Não é esse time que ele está falando. Entendeu a loucura que é?

Assista ao vídeo abaixo:

Fonte: Redação FogãoNET