Site: Bota pegou empréstimo nas ‘vacas magras’. Clube nega

Compartilhe:

Se atualmente o Botafogo não possui débito com elenco e comissão técnica, muito se deve à boa relação que a diretoria tem com um grupo de investidores e com o Banco BMG – além, é claro, das vendas de Andrezinho, Fellype Gabriel e Vitinho. Nos momentos difíceis durante este ano, eles emprestaram dinheiro ao clube, para que não chegasse a três meses de salários atrasados e ocorresse uma debandada do elenco.

Em junho, dias após a venda de Fellype Gabriel para o Sharjah FC (EAU), o Alvinegro conseguiu aproximadamente R$ 3 milhões com um grupo de investidores. A ideia era somar com o dinheiro do negócio de Fellype para quitar as pendências. Mas a penhora executada pela Receita Federal impediu que o dinheiro entrasse na conta, e o empréstimo foi usado para liquidar “apenas” um mês de salários. Esse empréstimo será pago de vez apenas no ano que vem.

Recentemente, foi a vez do BMG estender a mão ao clube. O LANCE! apurou que, após a venda do meia-atacante Vitinho para o CSKA (RUS), o banco ofereceu R$ 5 milhões ao Glorioso – que temia não receber dinheiro algum na conta por ter sido excluído do Ato Trabalhista. Assim, o empréstimo foi acordado para aliviar as finanças do clube de General Severiano enquanto a diretoria tentava voltar ao Ato, o que ocorreu no dia 3 de setembro. Agora, um pouco mais aliviado financeiramente, o Alvinegro vem pagando ao banco em prestações mensais.

Procurado pela reportagem, o gerente jurídico Aníbal Rouxinol negou que o Botafogo tivesse pego qualquer tipo de empréstimo com o Banco BMG.



Fonte: Lancenet!
Comentários