O jogo é na quarta-feira, mas os jogadores do Botafogo que disputarão a primeira etapa da Taça Libertadores serão conhecidos até a noite desta segunda. O protocolo é da Conmebol, e as 25 vagas do elenco alvinegro já vêm sendo preenchidas desde o ano passado. O grupo de 2016, mais os reforços e, por último, as duas partidas já disputadas neste Campeonato Carioca dão as pistas dos relacionados para o duelo continental.

– Optamos por dar chance a todos. São sete garotos e vimos um primeiro tempo intenso. Pagamos o preço físico, assim como no primeiro jogo, contra o Madureira. Se jogássemos com aquele mesmo time, estaríamos melhores. O resultado não foi bom, mas foi bom poder avaliar. Tenho algumas coisas mais claras – analisou o técnico Jair Ventura, logo após o empate com o Nova Iguaçu, no sábado.

A relação de inscritos poderá ser alterada para a fase de grupos, para as oitavas e para as semifinais. Dos 25 desta segunda, poucas dúvidas pairam no ar. Quatro ou cinco zagueiros? Um ou dois dos atacantes de velocidade recém-contratados? Fernandes, Bochecha, Vinícius Tanque ou nenhum destes? Restam poucas vagas. E a bola está com Jair.

– Tento não fazer injustiça. Os jogos serviram para avaliarmos. Algumas coisas bateram, outras foram gratas surpresas – disse.

AS OPÇÕES

Os prováveis
Os goleiros Gatito Fernández, Helton Leite e Saulo; os laterais Jonas, Marcinho, Victor Luís e Gilson; os zagueiros Renan Fonseca, Emerson Silva e Carli; os volantes Airton, Bruno Silva, Rodrigo Lindoso, Dudu Cearense e Matheus Fernandes; os meias Camilo, Montillo, Leandrinho e João Paulo; e os atacantes Roger, Rodrigo Pimpão e Sassá.

Dúvidas
Luis Ricardo ainda não está totalmente recuperado da cirurgia a que foi submetido no tornozelo esquerdo, mas poderá estar para o mata-mata seguinte; Marcelo fez um gol e a dupla com Igor Rabello foi elogiada, mas um dos dois pode precisar ficar fora; Pachu, Guilherme e Joel tiveram desempenhos apenas regular no jogo de domingo. Talvez nem todos sejam incluídos no grupo.

Fora ou quase
Jefferson só deverá ser incluído se o Glorioso chegar à fase de grupos da Libertadores; só um milagre coloca Emerson entre os relacionados. O zagueiro vive imbróglio em torno da renovação contratual; Fernandes e Bochecha são, atualmente, as últimas opções no meio-campo; Vinícius Tanque e Renan Gorne estão no fim da fila do ataque. Podem se beneficiar da longa recuperação do chileno Canales.

Fonte: Terra