Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Taça Rio

16/05/21 às 11:05 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Vasco
VAS

Taça Rio

09/05/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Nova Iguaçu
NOV

0

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Carioca

02/05/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

0

X

0

Escudo Nova Iguaçu
NOV

Artilheiro da Série C é disputado por Palmeiras, Santos, Fluminense e Botafogo

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

No último dia 17 de outubro, a Portuguesa se despediu da disputa da Série C do Campeonato Brasileiro de 2015 ao ser eliminada pelo Vila Nova/GO nas quartas de final. A Lusa, ao menos, tem o consolo de possuir o atual artilheiro do certame em seu elenco: o atacante Guilherme Queiroz. O atleta, todavia, não deverá permanecer no Canindé em 2016, uma vez que recebeu propostas de grandes clubes – quatro deles brasileiros.

Segundo informações do jornalista Jorge Nicola, dos canais ‘ESPN’, em seu blog no portal ‘Yahoo’, Palmeiras, Santos, Fluminense e Botafogo disputam a contratação do jogador que somou 12 gols durante a Série C e cujo contrato com a Portuguesa se encerra ao fim da temporada. Além dos brasileiros, um clube da China e outro do Oriente Médio também estariam interessados em contar com o futebol do jovem de 25 anos. Ainda de acordo com o jornalista, em setembro, o Corinthians havia procurado o atacante, mas na ocasião a Lusa havia pedido para o clube alvinegro deixá-lo no Canindé.

O empresário de Queiroz, o ex-goleiro Wendel, preferiu não confirmar as sondagens, mas sinalizou que o jogador realmente não deverá permanecer na Portuguesa. “Não posso confirmar nenhuma das ofertas. O que dá para dizer é que, antes de tomarmos uma decisão, sentaremos com a Portuguesa para explicar a situação. A Lusa pagou tudo absolutamente em dia ao Queiroz. Não temos nada para falar”, disse o empresário, fazendo questão de retribuir o respeito ao clube paulista.

Sobre as propostas do exterior, Wendel afirmou que Guilherme Queiroz deve mesmo preferir seguir no Brasil, uma vez que seu desejo de defender um clube de maior expressão no cenário nacional é maior do que o financeiro. “Se dependesse apenas da parte financeira, ele iria para o exterior, afinal, o dólar está batendo R$ 4. Mas o Queiroz tem o sonho de fazer sucesso em um clube grande e deve acabar ficando (no Brasil)”, finalizou.

Notícias relacionadas
Comentários