HELTON LEITE: 2,5
Falhou nos dois primeiros gols do Santos, um ao titubear em sair na bola e outro ao ir com a mão mole

DIEGO: 3,5
Atuação para ser esquecida. Não foi efetivo no ataque e deixou muito espaço. Perdeu bola boba no primeiro gol, participou do lance do pênalti

EMERSON: 4,5
Assim como toda a defesa, facilmente envolvido pelo Santos. Tem qualidade, mas só correu atrás do Santos

EMERSON SILVA: 4,0
Sofreu com a velocidade do adversário e teve sua pior atuação. Facilmente vencido no primeiro gol

VICTOR LUIS: 5,0
Nulo na frente, ao menos mostrou determinação e roubou bolas na defesa. Bobeou ao deixar espaço para Paulinho no segundo gol

DUDU CEARENSE: 4,5
Sua primeira participação no Botafogo foi perder bola que quase deu em gol do Santos. Melhorou e mostrou qualidade, mas lento e sem entrosamento

BRUNO SILVA: 3,5
Tem muita dificuldade com a no pé. Corre e mostra garra, mas não é efetivo. Fez gol contra

LEANDRO: 5,5
O mais lúcido do meio para a frente, tentou organizar e chegar para finalizar. Tarefa árdua

GEGÊ: 4,0
Após um tempo sumido, voltou com os mesmos defeitos. Pouca participação, baixa eficiência e chutes sem direção

ANDERSON AQUINO: 4,0
Apagado, não se encontrou em campo. De bom, um lançamento para Ribamar não conseguir driblar Vanderlei

RIBAMAR: 4,5
A briga de sempre. Mas sem eficiência ou transformar a disposição em gols não adianta

NEILTON: 3,5
Melhorou a dinâmica do time e deu opção. Porém, perdeu pênalti batendo para fora e não se achou mais no jogo

GERVASIO NUÑEZ: 5,0
Com toda sua limitação, ao menos deu alternativa pela esquerda e cruzou bolas perigosas

SASSÁ: 5,0
Entrou já no fim. Mostrou vontade e deu algum trabalho, mesmo que com pouca eficácia

RICARDO GOMES: 4,0
Outra vez expôs seu time. Outra vez se deu mal e saiu derrotado. O Botafogo tem mudado muito e não tem mais padrão de jogo, ainda que se leve em conta os desfalques

Fonte: Redação FogãoNET