JEFFERSON: 5,0
Não dá para esconder: falhou de novo. Cruzamento na pequena área, é dele. Não cresceu nas finais, diferente de Martín Silva

LUIS RICARDO: 6,5
Estava bem pelo seu lado e não foi mal pela esquerda. Teve personalidade para jogar e arriscar

JOEL CARLI: 7,5
Parecia estar jogando no sacrifício, mas foi um leão. Correu, brigou, reclamou e até para o ataque foi. Líder

EMERSON SILVA: 6,5
Atuação novamente segura, tanto por baixo quanto por cima

DIOGO BARBOSA: 6,0
Melhor lateral do campeonato, foi se machucar logo na decisão. Teve de ser substituído

RODRIGO LINDOSO: 6,5
Bem à frente da zaga. Razoável na marcação e consciente na distribuição de jogadas

BRUNO SILVA: 7,0
Outro que se multiplicou em campo. Correu o tempo todo, lutou e quase fez um gol em uma bomba espalmada por Martín

LEANDRINHO: 8,0
Mostrou que tem muita personalidade. Chamou o jogo, armou, driblou e fez o gol de cabeça. Grande jogo para quem era da base outro dia

SALGUEIRO: 4,5
Falhou em ser a referência do meio para a frente. Não acertou dribles, passes, cruzamentos ou chutes decisivos. Não fazer gol no Carioca preocupa

GEGÊ: 5,5
Não se omitiu nem deixou de tentar. No entanto, não consegue ser efetivo ou decisivo. Perdeu bolas bobas e chances de finalização

RIBAMAR: 6,5
Outra vez teve como mérito a luta. Ganhou várias disputas e abriu espaço, mas não finalizou com perigo

DIEGO: 6,0
A atuação era correta, melhorou com belo cruzamento para o gol de Leandro, piorou o gol de Rafael Vaz em cima dele

LUIS HENRIQUE: 6,0
Entrou colocando mais mobilidade no ataque, tentou, mas pouco produziu

NEILTON: Sem nota
Jogou pouco tempo

RICARDO GOMES: 7,0
Seu time mais uma vez foi superior, mesmo limitado. Faltou ousadia nas alterações

Fonte: Redação FogãoNET