GATITO: 7,0
Foi seguro quando exigido e esteve atento do início ao fim

ARNALDO: 6,5
Bem na marcação e no apoio, com escapadas pela direita

CARLI: 6,5
Foi xerife e líder, brigou por todas as bolas e se impôs

IGOR RABELLO: 6,5
Muito importante para cortar o jogo aéreo, fez bom jogo. Só deu uma bobeada ao errar cobrança de falta, Rafael Moura mandou na trave na sequência

VICTOR LUIS: 5,5
Com liberdade para jogar, foi mais participativo, porém errou demasiadamente

MATHEUS FERNANDES: 7,5
Foi o melhor do time, com marcação, dinâmica, bons passes, dribles e desarmes

JOÃO PAULO: 6,5
Guerreiro o tempo todo, foi importante na marcação. Faltou jogar mais com a bola

BRUNO SILVA: 6,5
Foi intenso durante toda a partida e participou do jogo. No fim, errou algumas bolas por displicência

GILSON: 6,0
Apareceu bastante na frente, mas faltou caprichar no cruzamento ou passe. Atrás teve dificuldades

RODRIGO PIMPÃO: 4,5
Figura praticamente nula no jogo. Não teve que correr atrás de lateral e teve espaço para jogar, não aproveitou

BRENNER: 5,5
Ficou brigando entre os zagueiros e não teve chance clara para finalizar. Atrapalhou Bruno Silva em uma

GUILHERME: 5,0
Podia ter se consagrado, mas perdeu um gol na cara (grande defesa de Victor) e tomou decisão errada em outras jogadas. Deu mais dinâmica ao time

VINICIUS TANQUE: 5,5
Fez o que se espera dele, brigando no jogo aéreo e funcionando como pivô. Sem chances de concluir

DUDU CEARENSE: sem nota
Entrou no fim para fechar o meio

JAIR VENTURA: 6,5
Parece ter armado seu time para conseguir o empate. E conseguiu. Faltou força ofensiva. Valencia poderia ter entrado

Fonte: Redação FogãoNET