É praticamente irreversível. Os dirigentes do Botafogo terão que encontrar agumentos fortes e demonstrar poder de persuação incomum para impedir que Ricardo Gomes se torne o novo técnico do Cruzeiro, que pretende apresentá-lo na terça-feira.

Em Belo Horizonte, espera pelo treinador um contrato com duração até o final de 2017, quando se encerra o mandato do presidente Gilvan de Pinho Tavares. Assinando, Ricardo levará pelo menos um auxiliar para o dia-a-dia na Toca da Raposa.

Quanto a Riascos, cedido ao Vasco, seu retorno dependerá justamente da opinião do novo treinador. A priori os cruzeirenses não aceitam prorrogar o empréstimo. Essas e outras definições envolvendo o elenco do Cruzeiro deverão sair até quarta-feira.

Fonte: Blog do Mauro Cezar Pereira - ESPN.com.br