Em meio à pandemia do coronavírus, a torcida do Botafogo pode continuar alimentando a esperança de mais uma grande contratação internacional para quando a bola voltar a rolar no Brasil. O vice-presidente de Finanças e Marketing e membro do conselho gestor do futebol do clube, Ricardo Rotenberg, confirmou à reportagem que segue negociando com os meios-campistas Yaya Touré (37 anos, marfinense) e John Obi Mikel (33 anos, nigeriano).

Máscaras do FogãoNET para torcedores do FogãoNET durante a quarentena da pandemia do novo coronavírus (COVID-19)

“Conversei semana passada com os dois jogadores e com os seus empresários também. As negociações continuam e somente a parte salarial ainda não foi acertada”, afirmou o dirigente.

Rotenberg não quis confirmar o valor dos salários oferecidos aos dois jogadores, mas indicou que são inferiores a US$ 100 mil dólares (R$ 582 mil na cotação atual). As propostas dos dois atletas, no entanto, são superiores ao valor oferecido pelo clube.

No caso de Yaya Touré, o jogador encontra um pouco de resistência por parte da esposa, marfinense como ele, que gostaria de continuar morando em Londres.

Loja do FogãoNET por Estilo Piti | O Site oficial do torcedor do Botafogo | Cupom de 10% de desconto

No entanto, o jogador ficou muito tocado com as mensagens que recebeu dos torcedores alvinegros nas suas mídias sociais por ocasião de seu recente aniversário nesta última quarta-feira.

Mikel, por sua vez, não tem esse problema com a esposa, de origem russa. Segundo apurou a reportagem, ela vê com bons olhos a mudança para o Rio de Janeiro.

Yaya Touré tem como maior motivação em sua possível vinda para o Botafogo o fato de não ter ido bem recentemente no futebol chinês, onde atuou pelo Qingdao Huanghai.

Com Mikel ocorre o contrário. Ele fazia uma ótima temporada na Turquia, pelo Trabzonspor, e só rescindiu seu contrato com o clube turco devido à pandemia, retornando para Londres, onde tem sua residência permanente.

Para o Botafogo é um ou outro jogador. O clube, que já tem o meia japonês Keisuke Honda no seu elenco, faria um grande esforço e só teria condições financeiras para contratar um dos dois meio-campistas africanos.

“Com Yaya ganharíamos muito no aspecto de marketing e junto aos torcedores. Com o Mikel, o ganho seria mais forte dentro de campo”, afirmou Rotenberg.

O dirigente confirmou também que qualquer definição do negócio só irá acontecer quando o futebol brasileiro retornar aos jogos, por vontade tanto do clube, como dos jogadores, que não desejam sacramentar nada antes da vida voltar ao normal em todo planeta.

Vote na enquete abaixo:

Fonte: ESPN.com.br