Botafogo e Atlético-PR fazem confronto direto no Maracanã hoje às 19h30

Compartilhe:

Botafogo e Atlético-PR se enfrentam neste sábado, às 19h30 (de Brasília), no Maracanã, em um confronto direto por uma vaga na próxima Libertadores. O duelo, que é válido pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, vai colocar frente a frente duas equipes que passam por momentos opostos. O Botafogo, que vem de empate sem gols com a Portuguesa, não ganha há três partidas e, com 54 pontos, deixou o G-4. Portanto, ganhar é fundamental. Já o Atlético-PR, mesmo tendo sido derrotado pelo Criciúma por 2 a 1 na quarta-feira, navega por mares bem mais tranquilos. É o vice-líder com 58 pontos e, de quebra, a partir do meio de semana começa a decidir o título da Copa do Brasil com o Flamengo.

Os dois treinadores têm a exata noção do que representa a vitória neste sábado. Oswaldo de Oliveira, técnico do Botafogo, lembrou que a equipe precisa reagir o mais rapidamente possível. General Severiano está se transformando em um caldeirão e os torcedores não param de protestar.

“O Botafogo não está vivendo um clima de velório. Do mesmo jeito que deixamos a zona de classificação para a Libertadores, podemos retornar. Respeitamos o Atlético-PR, mas sabemos que precisamos demais de um resultado positivo e apenas a vitória nos interessa neste momento”, disse.

Corrigir defeitos é algo que o Botafogo tem procurado fazer, embora não tenha sido muito fácil por conta do desgaste físico dos jogadores, após uma cansativa temporada. Portanto, os alvinegros entendem que mais uma vez precisarão dar algo a mais dentro de campo para somarem o triunfo.

“Realmente a temporada foi bastante desgastante, mas estamos em uma reta final e não queremos abrir mão de jeito nenhum de uma vaga na próxima Libertadores. Esse é o nosso objetivo e vamos correr cada vez mais para conseguir isso. Contra o Atlético-PR, que é um rival de grande qualidade, vamos nos empenhar bastante, com muita garra e determinação. Uma vitória pode recolocar as coisas nos eixos”, disse o atacante Rafael Marques.Em termos de escalação, Oswaldo de Oliveira vai manter a base que empatou com a Portuguesa. A única alteração deverá ser a entrada do volante Renato na vaga de Marcelo Mattos, suspenso por acúmulo de cartões amarelos. Assim, Gabriel vai jogar na função de primeiro homem de meio-de-campo.

Do outro lado, o Atlético-PR vem de derrota para ao Criciúma, mas com boa parte do time descansado para a reta decisiva da temporada. A exceção é o meia Paulo Baier, que pode ser poupado após marcar seu 100º gol no Brasileiro de pontos corridos. Quem também está fora da partida é o volante Deivid, que cumpre suspensão automática.

Uma vitória fora de casa, diante de um adversário direto, além de consolidar a equipe na vice-liderança, praticamente garante uma vaga para a Libertadores, e ainda servirá de embalo para a primeira partida da decisão da Copa do Brasil. O técnico Vágner Mancini sabe da importância do momento e por isso deve escalar força máxima.

“Sábado temos um adversário brigando direto e temos que fazer os ajustes para que a gente possa buscar uma vitória e ficar mais perto da vaga da Libertadores”, analisou o comandante rubro-negro, destacando o caráter de decisão. “É uma final para nós. O Botafogo também precisa somar pontos, porque está fora do G-4. Então será uma decisão”, finalizou.

No primeiro turno as duas equipes se enfrentaram no Durival de Britto, em Curitiba, e o Atlético-PR levou a melhor, ganhando por 2 a 0 com gols de Éderson, artilheiro da Série A.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO X ATLÉTICO-PR

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 16 de novembro de 2013, sábado
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa-SP)
Assistentes: Émerson de Carvalho (Fifa-SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)

BOTAFOGO: Jéfferson; Edílson, Dória, Bolívar e Júlio César; Gabriel, Renato, Seedorf, Hyuri e Rafael Marques; Elias
Técnico: Oswaldo de Oliveira

ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Juninho; João Paulo, Zezinho, Everton e Frán Mérida (Felipe); Dellatorre (Marcelo) e Ederson
Técnico: Vágner Mancini

Fonte: iG

Comentários