A diretoria do Botafogo parece disposta a mudar o patamar do time no Campeonato Brasileiro. Após contratar, na última quarta-feira, o meia Camilo, que estava no Al Shabab, da Arábia Saudita, e o atacante argentino naturalizado chileno Gustavo Canales, que defendia a Universidad de Chile, o clube está jogando pesado para tirar o apoiador Alex do Internacional.

O time carioca tinha feito uma proposta há um mês pelo jogador, que foi recusada, pois ele preferia permanecer no Rio Grande do Sul. Sua família temia uma mudança para terras cariocas neste momento. Porém, no último domingo, o atleta foi expulso e quase comprometeu a vitória de 2 a 1 sobre o São Paulo, sendo criticado publicamente pelo técnico Argel Fucks. Insatisfeito, Alex cutucou o treinador em seu perfil em uma rede social, e está sem clima no Beira-Rio.

Ciente dessa situação, o Botafogo voltou a carga com uma proposta melhor do que a apresentada há um mês, e se mostra otimista, embora nenhum dirigente seja autorizado a comentar o caso publicamente. O que pode atrapalhar os planos é a concorrência do Atlético-MG, que também fez sondagem pelo atleta.

Foram contratados até o momento o lateral-esquerdo Victor Luis, ex-Palmeiras, que já é titular; o goleiro Sidão, que foi destaque do Audax na campanha que culminou com o vice do Paulistão; o meia Marquinho, que vinha atuando no Campeonato Carioca pelo Macaé; e os atacantes Anderson Aquino, que jogou o Paulistão pelo Linense, Geovane Maranhão, que estava no Madureira-RJ, e Rodrigo Pimpão, que retornou após um período defendendo o Emirates Club, dos Emirados Árabes Unidos.

Desses, Victor Luis, Geovane Maranhão, Anderson Aquino e Marquinho já estão sendo relacionados e jogando. Sidão teve a documentação regularizada e já pode participar do clássico contra o Fluminense, domingo, às 16 horas, pela quarta rodada do Brasileirão. Canales, Pimpão e Camilo só poderão atuar depois de 20 de junho, quando a janela de transferências internacionais é aberta.

Fonte: Gazeta Esportiva