Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Série B

13/06/21 às 16:00 - Raulino de Oliveira

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Remo
REM

Série B

05/06/21 às 21:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

2

X

0

Escudo Coritiba
CTB

Série B

28/05/21 às 21:30 - OBA

Escudo Vila Nova
VLN

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Botafogo explica a Sheik que crise financeira é momentânea e deve voltar ao Ato

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Emerson Sheik ainda não fechou, mas ficou mais perto de acertar com o Botafogo depois das conversas da última quinta. Além de negociar o herói da Libertadores, o Corinthians aproveitou a ida ao Rio de Janeiro para formalizar seu interesse por Rafael Sóbis, do Fluminense.

As negociações foram comandadas por Ronaldo Ximenes, diretor de futebol do Corinthians que passou a noite na capital fluminense. O caso de Sóbis é o principal motivo da viagem.

O atacante tem contrato com o Fluminense até o meio do ano que vem e não vinha sendo aproveitado por Renato Gaúcho. Com a chegada de Cristóvão Borges, a situação pode mudar e complicar o interesse do Corinthians.

O clube estuda envolver o meia Rodriguinho na negociação, mas pode fechar o negócio mesmo que o Fluminense não aceite o meia, que está encostado com Mano Menezes. Para que a conta feche, o Corinthians se escora no “espaço” de R$ 750 mil que abriu no elenco ao fazer a reformulação recente.

Sobis seria a substituição perfeita para Emerson Sheik, que deve selar seu empréstimo para o Botafogo nesta sexta. Inicialmente, o atacante não havia demonstrado o desejo de deixar o Corinthians e, consequentemente, defender o Botafogo. Uma conversa com o presidente Mário Gobbi, no entanto, o colocou perto do clube carioca, que se animou com a possibilidade.

O Botafogo deve acertar um empréstimo até o fim do ano, ficando responsável pela metade do salário do jogador, de R$ 500 mil – o restante seria pago pelos paulistas, que ainda assim aliviariam R$ 250 mil mensais de sua folha salarial.

O clube teve que explicar ao empresário de Emerson Sheik que a crise financeira vivida é algo momentâneo e que tudo será resolvido com a volta ao Ato Trabalhista, o que deverá ocorrer neste mês, segundo o clube. Com a receita desbloqueada, o Botafogo terá condição de pagar os R$ 250 mil acordados.

Reinaldo Pitta se manifestou de forma positiva e deixou a situação bem encaminhada para o acerto com o Botafogo. As três partes envolvidas na negociação – clubes e jogador – estão confiante no desfecho nos próximos dias.

O Botafogo tem pressa para fechar a contratação por motivos técnicos. O Alvinegro tem até 48h antes do primeiro jogo das oitavas de final para inscrever o atleta na Libertadores. Porém, a diretoria quer que o jogador se apresente o quanto antes para ganhar entrosamento com seus novos companheiros.

Para avançar na Libertadores, o Botafogo precisa de uma vitória diante do San Lorenzo-ARG, na próxima quarta-feira, em Buenos Aires. Um empate pode até servir, mas desde que o Independiente José Terán-EQU não vença o Unión Española-CHI, em Santiago, por dois gols de diferença.

Notícias relacionadas
Comentários