O Botafogo fez bonito neste domingo, ao vencer o Cruzeiro por 2 a 0, fora de casa, e confirmou uma fase positiva recente, com três vitórias seguidas. E vem conseguindo se destacar em um torneio em que mais da metade dos times possui mais dinheiro.

Com seis triunfos nas últimas oito partidas disputadas na Série A, o Botafogo soma um aproveitamento de 75% no período. É maior até do que a média do líder Palmeiras, que em todo o Brasileirão tem média de 65% dos pontos conquistados.

Entre as “vítimas”, Palmeiras (3 a 1), São Paulo (1 a 0), Grêmio (2 a 1), Fluminense (1 a 0), e Cruzeiro (2 a 0), clubes que possuem folhas salariais, receitas, patrocínios e gastos com futebol bem maiores que o Botafogo tem atualmente.

O time de General Severiano gasta atualmente cerca de 4,2 milhões com a folha de futebol de seu elenco, bem menos que praticamente todos os grandes do país – o Palmeiras, por exemplo, gasta quase R$ 10 milhões mensais, enquanto o Fla beira R$ 8 milhões.

Os demonstrativos financeiros do clube mostram que o Botafogo pagou os salários em dia em todos os meses do ano. E mais: de forma antecipada desde fevereiro. Em julho, por exemplo, apesar de o dia de pagamento ser dia 5 de agosto, o Bota depositou os salários dia 1.

O relatório orçamentário do clube ainda mostra que o Botafogo gastou, em 2016, pouco mais de R$ 80 milhões com seu departamento de futebol, entre despesas com pessoal, material e gerais.

No total, foram R$ 114 milhões em despesas e R$ 150 milhões em receitas em todo o clube. Para efeito comparativo, o gasto líquido do Corinthians neste ano foi de R$ 259 milhões, contra R$ 267 milhões em receitas líquidas.

Em 2015, ano em que disputou a Série B, o Botafogo teve a 13ª maior receita entre os maiores clubes do Brasil, com R$ 121 milhões. O 12º da lista foi o Atlético-PR, com R$ 37 milhões a mais, enquanto o líder foi o Cruzeiro, que computou R$ 363 milhões.

Sem contar transferências de atletas, o Bota teve “só” R$ 110 milhões em caixa, ou R$ 234 milhões a menos que o arquirrival Flamengo. O clube também saiu atrás nos direitos de TV, somando R$ 54 milhões, na 12ª colocação do ranking – o Flu ficou logo à frente, com R$ 67 mi.

Os resultados recentes dentro de campo levaram o Botafogo aos 35 pontos ganhos, já na oitava colocação do Brasileirão. O clube está a apenas cinco do G-4, que tem o Corinthians em quarto, com 40. Na quarta, o time carioca enfrenta o Santos, que está em quinto, com 39.

Fonte: ESPN.com.br