Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

X

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

04/04/21 às 17:00 - Giulite Coutinho

Escudo Botafogo
BOT

1

X

1

Escudo Portuguesa
POR

Botafogo planeja lançar linha de produtos casuais de Keisuke Honda

comentários

Compartilhe

Keisuke Honda veste a camisa do Botafogo, agora bem mais conhecido no Japão
Vítor Silva/Botafogo

Salomon Kalou ainda não foi apresentado pelo Botafogo – o jogador tampouco está no Rio de Janeiro -, mas o clube já colhe os frutos da contratação fora dos gramados. O Alvinegro voltou ao marco de 30 mil sócios-torcedores e produtos envolvendo o atacante marfinense fizeram sucesso com os torcedores.

Pelo bom resultado envolvendo o novo reforço, o departamento de marketing do Botafogo voltará à carga com produtos de Keisuke Honda. O setor tem uma linha de produtos sendo desenvolvida para o japonês, ainda restando aprovação interna e do atleta, o que não deve ser problema.

Banner do Dia dos Pais da loja Estilo Piti para o FogãoNET | Carteiras e mochilas com preços especiais

Quando Honda foi contratado, o Botafogo lançou camisas de jogo – modelos tradicional, preto e branco -, personalizadas. Os uniformes tinham a bandeira do Japão, o número 4 e o nome de Honda nas costas, custando R$ 299,90. Agora, o clube também vai investir em uma linha mais casual, como fez com Salomon Kalou.

O Botafogo produziu duas camisas voltadas para o marfinense sem necessariamente estarem envolvidas com o uniforme de jogo. Uma tinha o nome do atacante com o escudo e a outra era Kalou com a camisa do Botafogo e seu nome estampado com as cores da bandeira da Costa do Marfim. Os modelos custam R$ 89,90.

A nova linha de Keisuke Honda será impulsionada por isso. Camisas casuais com um custo mais acessível e que tragam estampas que não sejam relacionadas totalmente com o uniforme de jogo. A partir da aprovação interna, os modelos serão produzidos e colocados à venda.

Fonte: Terra

Comentários