O Botafogo recebe o Juazeirense-BA nesta quinta-feira, às 21h30 (horário de Brasília), no Estádio Los Lários, em Duque de Caxias-RJ), pela rodada de volta da segunda fase da Copa do Brasil. Após vencer na ida por 2 a 1, o Glorioso, além do empate, pode perder por 1 a 0, já que os gols anotados como visitante valem para critério de desempate. Os baianos podem forçar os pênaltis devolvendo o 2 a 1 ou avançar em caso de triunfos por dois ou mais gols de vantagem ou até mesmo por um gol de diferença, a partir de 3 a 2. Quem avançar vai enfrentar na terceira etapa o Bragantino, que eliminou o Avaí.

Após perder por 1 a 0 para os reservas do São Paulo na estreia no Campeonato Brasileiro, o Botafogo sabe que não pode nem pensar em tropeço, sob o perigo de instalar uma crise em General Severiano. O técnico Ricardo Gomes, porém, tenta passar tranquilidade a seus comandados.

“Sabemos que o último resultado não foi o desejado, mas temos potencial para melhorarmos e progredirmos. Fizemos um bom jogo na ida, pecamos em alguns aspectos, mas dominamos o adversário. Temos que manter essa pegada porque podemos garantir essa classificação e ganharmos mais tranquilidade para o Brasileirão”, disse Gomes.

Os jogadores concordam com o comandante. Em termos de estratégia de jogo, a ideia é esquecer a vantagem obtida na ida.

“O Botafogo construiu um importante resultado na ida, mas que deu uma vantagem que precisa ser minimizada neste momento, senão podemos ser prejudicados e cair em uma armadilha de acreditar que a classificação está encaminhada. O Juazeirense não tem um time infantil e com certeza vai saber se aproveitar de erros nossos para nos criar problemas. Portanto, vamos entrar em campo com o pensamento que a vitória é o único resultado que nos interessa”, disse o goleiro Helton Leite, que foi muito criticado por ter falhado nos dois últimos jogos da equipe.

O Botafogo tem muitos desfalques para este jogo. O goleiro Jéfferson, que operou uma ruptura parcial do tendão do tríceps do braço esquerdo, o lateral esquerdo Diogo Barbosa e o volante Aírton, ambos com lesão na coxa esquerda, e o zagueiro argentino Joel Carli, com dores na perna direita, são exemplos de atletas que ficam de fora.

A boa notícia é que o zagueiro Emerson Santos, afastado há mais de um mês por conta de lesão na coxa direita, está recuperado e será relacionado, devendo começar entre os titulares. Ricardo Gomes não quis antecipar a escalação, mas deverá preservar alguns atletas desgastados.

A principal mudança no Juazeirense está na comissão técnica. O técnico Evandro Guimarães se desligou do clube após a partida de ida para dirigir o Salgueiro-PE na Série C do Campeonato Brasileiro. O time será comandado interinamente por Janilson Silva, auxiliar, que se mostra confiante. Ele lembrou que a pressão está nos ombros dos botafoguenses e o discurso foi assimilado pelo grupo.

“Temos que ir a campo pensando em fazer uma grande partida. Dar o nosso melhor. O favoritismo é do Botafogo, que venceu a partida de ida e que joga em casa. Tudo de diferente disso é lucro. Vamos buscar um triunfo e, quem sabe, até mesmo a classificação para a terceira fase”, disse o goleiro Tigre.

Para este jogo, o treinador interino não confirmou a escalação, mas estuda promover a entrada do atacante Toni Galego, que vem se destacando na segunda etapa dos jogos. Ele disputa posição com Sassá.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO-RJ X JUAZEIRENSE-BA

Local: Estádio Los Lários, em Duque de Caxias-RJ
Data: 19 de maio de 2016 (quinta-feira)
Horário: 21h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Assistentes: Rafael Trombeta e Ivan Carlos Bohn (ambos PR)

BOTAFOGO: Helton Leite, Diego, Emerson Santos, Renan Fonseca e Victor Luis; Diérson, Bruno Silva e Rodrigo Lindoso; Neilton, Sassá e Luis Henrique Técnico:Ricardo Gomes

JUAZEIRENSE: Tigre, Alex Travassos, Emerson, Braz e Deca; Capone, Diego Teles, Everlan e Wanderson; Toni Galego (Sassá) e Nino Guerreiro Técnico: Janilson Silva

Fonte: ESPN.com.br