Com interferência decisiva do árbitro Heber Roberto Lopes, que expulsou Gilson num lance que nem houve falta, o Botafogo apresentou um futebol sem criatividade e perdeu para o Santos por 1 a 0 neste domingo, no Estádio Nilton Santos, completando o terceiro jogo seguido sem vencer e sem marcar gols no Campeonato Brasileiro. O Glorioso pode cair na classificação, enquanto o Peixe alcançou o Palmeiras na liderança.

Diante de uma equipe muito bem organizada, o Botafogo teve dificuldades de impor seu estilo de jogo de ficar mais com a bola. Mas fez um primeiro tempo bastante equilibrado. O Santos começou melhor e teve uma boa chance aos 7 minutos com Uribe, em chute defendido por Gatito.

Depois dos 15 minutos, o Botafogo conseguiu encaixar-se melhor no jogo e fez uma partida mais igual, mas se complicando para furar o sistema de três zagueiros do Peixe. A melhor oportunidade foi um chute de fora da área de Alex Santana, aos 27. Aos 39, o Santos respondeu e Soteldo, em jogada individual, chutou rente à trave.

Na segunda etapa, o Botafogo teve a oportunidade de conseguir impôr uma pressão maior com a expulsão do zagueiro Lucas Veríssimo logo aos três minutos. Mas, mesmo com a superioridade numérica, não conseguiu testar o goleiro Everson, atuando de forma burocrática.

Aí, o árbitro Heber Roberto Lopes resolveu aparecer e expulsou Gilson, do Botafogo, em lance que sequer deveria ter sido marcado falta – o VAR não pode ser acionado por ter sido um lance em que o segundo cartão amarelo foi aplicado. O Santos voltou a equilibrar as ações e chegou à vitória com um golaço de Marinho, de fora da área, aos 30 minutos.

O Glorioso não conseguiu reagir. O Santos ainda teve duas ótimas chances de ampliar o marcador nos contra-ataques, mas Soteldo – em chute defendido por Gatito – e Felipe Jonatan desperdiçaram. Foi a segunda derrota seguida do Botafogo atuando no Estádio Nilton Santos neste Campeonato Brasileiro.

Próximos jogos

O Botafogo volta agora o foco para a Copa Sul-Americana: na quarta-feira, recebe o Atlético-MG, às 21h30, no Estádio Nilton Santos, no primeiro jogo das oitavas de final. Pelo Campeonato Brasileiro, o próximo compromisso será o clássico contra o Flamengo, domingo que vem, no Maracanã.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 0 X 1 SANTOS

Estádio: Nilton Santos
Data/Hora: 21/07/2019 – 11h
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Bruno Boschilia (Fifa/PR) e Daiane Caroline Muniz (Fifa/MS)
VAR: Caio Max Vieira (RN), Pablo Ramon Pinheiro (RN) e Flavio Barroca (RN)
Renda e público: R$ 480.278,70 / 13.505 pagantes / 16.248 presentes
Cartões amarelos: Gilson e Carli (BOT); Gustavo Henrique, Lucas Veríssimo e Marinho (SAN)
Cartões vermelhos: Gilson 24’/2ºT (BOT); Lucas Veríssimo 3’/2ºT (SAN)
Gols: Marinho 30’/2ºT (0-1)

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Marcinho, Carli, Gabriel e Gilson; Alex Santana (Victor Rangel 12’/2ºT), Cícero e João Paulo; Erik, Diego Souza (Jonathan 25’/2ºT) e Luiz Fernando (Rodrigo Pimpão 18’/2ºT) – Técnico: Eduardo Barroca.

SANTOS: Everson; Aguilar, Gustavo Henrique e Lucas Veríssimo; Jorge, Diego Pituca, Jean Mota (Victor Ferraz 6’/2ºT) e Carlos Sánchez; Soteldo, Uribe (Marinho – Intervalo) e Eduardo Sasha (Felipe Jonatan 9’/2ºT) – Técnico: Jorge Sampaoli.