A venda de Matheus Fernandes foi realizada com o objetivo de pagar as dívidas com os atletas no fim do ano passado e dar certo alívio para este início de temporada. O problema é que a primeira parcela paga pelo Palmeiras foi penhorada pela Justiça. O Alvinegro, então, tenta liberar essa grana para pagar os atletas.

Na semana passada, o Botafogo usou parte desse dinheiro para pagar o mês de dezembro aos jogadores. O Palmeiras depositou R$ 4.261.200,00 em juízo e o Alvinegro conseguiu que R$ 1.328.200,00 fossem liberados. A penhora foi determinada pela Justiça do Trabalho devido a um processo movido pelo técnico Oswaldo de Oliveira em 2015.

O restante do dinheiro, no entanto, segue preso. O departamento jurídico do Botafogo já está atuando para liberar os R$ 2,9 milhões restantes da primeira parcela. Quando isso for feito, o clube poderá pagar os vencimentos de janeiro, que venceram no último dia 5.

Os salários atrasados incomodaram e muito o time na última temporada. Com tudo em dia, o time manteve a tranquilidade e conseguiu arrancada para seguir na elite do futebol brasileiro. O próprio técnico Zé Ricardo cobrou a diretoria sobre o assunto antes de renovar por mais uma temporada.

Após três vitórias consecutivas, o Botafogo retorna aos gramados na próxima quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), para enfrentar o Defensa y Justicia, pelo segundo jogo da primeira fase da Copa Sul-Americana, no Estádio Norberto Tomaghello, em Buenos Aires. Na primeira partida, realizada no Rio de Janeiro, vitória da equipe brasileira por 1 a 0.

Fonte: UOL