O Botafogo ainda não está matematicamente rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro, mas as chances de permanecer na elite do futebol nacional são bem reduzidas. Dependendo do que acontecer nos jogos deste sábado, inclusive, a equipe carioca pode entrar em campo já rebaixado para enfrentar o Santos neste domingo, às 17h (horário de Brasília), na Vila Belmiro, em Santos (SP), pela penúltima rodada.

Diante deste cenário, alguns jogadores já perceberam que não vão permanecer e estão procurando outro clube.

O goleiro Jéfferson é um dos cotados para sair, pois tem algumas propostas e admite a possibilidade de voltar a jogar no futebol europeu. Porém, ídolo da torcida e titular da seleção brasileira, ele admite permanecer se o clube montar um time competitivo para lutar pelos títulos do Campeonato Carioca e da Copa do Brasil, o que lhe deixaria na vitrine mesmo na Série B.

O lateral-esquerdo Junior Cesar também vem manifestando o desejo de ficar no Botafogo, já que se diz muito identificado com o clube, que defendeu na década passada, tendo retornado neste ano. O jogador, inclusive, chegou a chorar em alguns momentos nesta temporada, quando o risco do rebaixamento tornou-se ainda mais próximo.

O zagueiro André Bahia, que é muito respeitado pelos membros da comissão técnica, também deseja ficar, assim como o volante Aírton, com contrato até o meio do ano. O volante Marcelo Mattos também pode ser procurado para permanecer, pois está no clube desde 2010 e considera-se já identificado.

Tendo se destacado nas últimas rodadas antes de se lesionar, o atacante Wallyson também pode permanecer. O próximo presidente também vai valorizar atletas revelados nas categorias de base, como o goleiro Andrey; o zagueiro Matheus; os volantes Gabriel, Sidney e Andreazzi e os meias Gegê, Cidinho e Daniel. Contratado para fortalecer a base, o atacante Murilo deve ser aproveitado.

Se alguns jogadores podem permanecer no elenco, a debandada tende a ser geral. Nomes que estão sendo hostilizados pela torcida dificilmente permanecerão. Casos do goleiro Helton Leite, do zagueiro Dankler e dos meias Cachito Ramírez e Pablo Zeballos.

O volante argentino Mario Bolatti será devolvido ao Internacional, que deseja abrir uma frente de negociação com o Botafogo para contratar o lateral-direito Gilberto. Com alto salário e pouco aproveitamento, o atacante argentino Tanque Ferreyra também deverá buscar outro clube. Insatisfeito com a reserva, o goleiro Renan estuda a possibilidade de deixar o clube, mas esse fato pode mudar se Jéfferson for negociado.

Alguns jogadores seguem com situação indefinida e serão analisados pela nova diretoria e pela comissão técnica que vai trabalhar no clube em 2015. Casos do lateral-direito Régis, do volante Rodrigo Souto, do meia Carlos Alberto e dos atacantes Jobson, Bruno Corrêa, Rogério e Yuri Mamute. O meia João Gabriel, que sequer foi aproveitado por Vagner Mancini, foi o primeiro a ser dispensado, tendo deixado o clube na semana passada.

Dentro de campo o elenco volta a treinar na manhã desta quarta-feira, no Engenhão, quando o técnico Vagner Mancini começará a projetar a escalação para a partida contra o Santos.

Fonte: Gazeta Esportiva