Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

X

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

X

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT

Botafogo terá semana agitada no STJD e pode perder 3 jogadores e o técnico

0 comentários

Compartilhe

A semana do Botafogo promete ser longa. Com recente histórico de expulsões, reclamações com a arbitragem e até desabafo contra a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o tribunal será a segunda casa do alvinegro nos próximos dias. Dankler, Aírton, Mancini passarão pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para serem julgados. Emerson Sheik, que ainda será denunciado, também pode aparecer por lá.

Na terça-feira, o zagueiro Dankler será julgado pela expulsão contra o Atlético-MG. Na ocasião, ele recebeu dois cartões amarelos antes de deixar o campo. Como não tem histórico de jogadas violentas, o jogador tem grandes chances de ser absolvido. Caso seja condenado, poderá levar um gancho de até três partidas.

Aírton: até 12 jogos fora

No mesmo dia, o técnico Vágner Mancini será julgado pelo que disse ao árbitro ao fim da partida contra o Atlético-MG. O juiz Flávio Rodrigues Guerra, de São Paulo, relatou na súmula ter sido chamado de “caseiro e pipoqueiro”. Pela reclamação, ele pode ficar até seis partidas longe do banco de reservas do alvinegro.

Situação mais difícil vive o volante Aírton. Jogador com histórico de jogadas desleais, ele foi expulso contra o São Paulo, depois de pisar no pescoço do atacante adversário Alexandre Pato. Após a partida, o técnico Mancini disse que o volante teve uma recaída. E ela pode custar muito caro. Ele foi denunciado pela Procuradoria do STJD por agressão, e a punição varia de quatro a 12 jogos.

Se não bastasse isso, Emerson Sheik ainda não foi denunciado pela procuradoria, mas, caso aconteça na segunda-feira, ele poderá ser julgado ainda nesta semana, na quinta ou sexta-feira. Expulso contra o Bahia com dois cartões amarelos, ele deverá ser denunciado por ofensa à arbitragem, jogada violenta e atitude de afronta contra instituições e autoridades. Durante a partida e depois de receber o cartão vermelho, ele dirigiu-se às câmeras e disparou contra a CBF, classificando a entidade como uma vergonha. A pena pode chegar a 18 jogos.

Sheik é reincidente

Pesa contra ele o fato de ser reincidente. Em 2 de agosto, ele entrou de forma violenta no volante Henrique, do Cruzeiro, mas o árbitro não viu o lance e deixou de advertir o atacante. No tribunal, ele recebeu um gancho de três partidas. Mais tarde, o Botafogo conseguiu diminuir a punição para apenas dois jogos.

Comentários