O Botafogo visita o Atlético-MG nesta quinta-feira, às 19h30 (de Brasília), na Arena Independência, em Belo Horizonte (MG), em duelo de ida pelas quartas de final da Copa do Brasil. O time carioca eliminou na fase anterior o Sport graças a um triunfo por 2 a 1 em casa e um empate por 1 a 1 em Pernambuco. Já a equipe mineira passou pelo Paraná Clube fazendo 2 a 0 em Minas Gerais, após revés por 3 a 2 no Sul.

O Atlético-MG ainda tem alguns problemas para o duelo, sendo o principal deles na lateral direita. Sem Marcos Rocha, ainda contundido, a presença de Alex Silva ainda é incerta, já que o jogador não se recuperou de lesão no tornozelo direito. Vale destacar que Carlos César também está longe dos gramados por lesão. O jovem volante Yago será improvisado na posição.

As recuperações, no entanto, merecem também grande destaque. Isso porque o zagueiro Gabriel está liberado, após duas semanas se tratando de dores musculares, e vai para o jogo. Ele forma dupla de zaga com Leonardo Silva. No meio de campo, Adilson, fora há cerca de um mês, também está recuperado e liberado para o jogo. Por estar mais tempo afastado, o volante deve ficar como opção no banco de reservas.

Com isso, Roger Machado deve escalar o time no esquema 4-2-3-1, abandonando temporariamente o estilo com três volantes – o que deu mais consistência para a equipe até agora. No time que treinou, Luan será utilizado ao lado de Cazares e Robinho no meio de campo.

Pelo lado do Botafogo, o zagueiro Joel Carli e o volante João Paulo, que cumpriram suspensão contra o Avaí, reaparecem nas vagas respectivamente de Marcelo e de Walter Montillo, que foi substituído com sete minutos de jogo por conta de uma lesão na panturrilha direita. Sem estar inscrito na Copa do Brasil, o lateral direito Arnaldo é desfalque e cede seu lugar para o zagueiro Emerson Santos, que mais uma vez vai ser improvisado no setor. Isso porque Luis Ricardo, recuperado de cirurgia na perna direita e que foi relacionado contra o Avaí, ainda não suporta noventa minutos. O volante Matheus Fernandes, com lesão na coxa direita, foi vetado mais uma vez.

Para os jogadores botafoguenses, o curto espaço de tempo entre um compromisso e outro é motivo de comemoração, pois eles enxergam no choque de alvinegros uma possibilidade de rápida reabilitação.

“O bom de você jogar várias partidas em sequência é, justamente, ter a capacidade de reagir em um curto espaço de tempo e não ficar remoendo um mau resultado. Vamos para uma série de jogos muito complicada e por nisso mesmo o que aconteceu diante do Avaí precisa ficar no passado. O jogo contra o Atlético-MG já está no nosso imaginário e vamos fazer o possível para conseguirmos somar os três pontos e encaminhar a classificação”, disse o zagueiro Igor Rabello.

A vontade de se recuperar dos atletas do Botafogo anima o técnico Jair Ventura, que comentou sobre a relevância de um bom resultado de olho no choque de volta, dia 26 de julho, no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ).

“Temos que fazer um bom jogo, buscar gols, pois é importante para o regulamento, e conquistar um resultado que nos dê condições de fazermos uma partida mais tranquila na volta, no Rio de Janeiro”, declarou.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG X BOTAFOGO

Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 29 de junho de 2017 (Quinta-feira)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (Fifa-SC) e Bruno Boschilia (Fifa-PR)

ATLÉTICO-MG: Victor, Yago, Léo Silva, Gabriel, Fábio Santos; Elias, Rafael Carioca, Luan, Cazares, Robinho; Fred. Técnico: Roger Machado

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Emerson Santos, Joel Carli, Igor Rabello e Víctor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, João Paulo e Camilo; Rodrigo Pimpão e Roger. Técnico: Jair Ventura

Fonte: ESPN.com.br