A proximidade do fim da “primeira fase” do Campeonato Brasileiro, antes da pausa para a Copa do Mundo-2014, voltou a movimentar o mercado de transferências para o Botafogo. Após negociar o meia Lodeiro com o Corinthians, o clube carioca busca outros reforços para o setor ofensivo.

A “bola da vez” é Robinho. Nesta sexta-feira, o representante do jogador Vitor Leal concedeu entrevista ao Lancenet! dando conta do interesse do Botafogo, e também da dificuldade financeira que pode dificultar as negociações.

“Conversei com o Botafogo e eles disseram que gostariam de ter Robinho, mas que teria essa dificuldade financeira. Depende de dinheiro de investidor, até porque é preciso comprá-lo do Milan. Tenho mantido contato com o Botafogo e estou buscando isso com investidores. Já tenho algo em vista e espero ter uma solução antes do fim da Copa do Mundo”, afirmou Leal.

Pelo lado do Botafogo, a postura é de cautela. Em contato com a reportagem do ESPN.com.br, o vice de futebol Chico Fonseca confirmou a busca por reforços na pausa para a Copa do Mundo, mas negou qualquer negociação oficial com qualquer atleta no momento.

“Buscando reforços o Botafogo está. O Botafogo está atento ao mercado, está sempre atento ao mercado. Não quero dizer que não estamos negociando ou buscando jogadores, só estou dizendo que ao tem nenhum jogador em negociação no atual momento com a diretoria do Botafogo. Pode acontecer, mas no momento não tem”, afirmou.

O dirigente admitiu a possibilidade de algum contato entre Vitor Leal e algum intermediário, mas garantiu que a “pauta” Robinho ainda não foi debatida pela diretoria.

“Não existe, pelo menos oficial da parte do Botafogo, nenhuma negociação com o Robinho. Não chegou na diretoria. Pode ser vontade do empresário, que conversou com algum intermediário, mas o assunto não chegou na diretoria e não foi analisado”, concluiu.

Além de Robinho, estariam na lista de reforços do Botafogo dois atacantes preteridos pelo Atlético-MG: Fernandinho e Neto Berola. Hoje, o clube conta com Emerson Sheik, Zeballos, Wallyson e o argentino “Tanque” Ferreyra como principais opções ofensivas. O último, no entanto, tem boas chances de deixar General Severiano durante a Copa do Mundo.

Fonte: ESPN.com.br