A prorrogação do contrato pelo Botafogo com o volante Fernandes até dezembro de 2018 teve um motivo bem nobre. Segundo o Globoesporte.com, com o reajuste salarial, a multa rescisória para clubes do exterior passou de R$ 35 milhões para quase R$ 60 milhões.

O clube decidiu se movimentar depois de, nas últimas semanas, terem se intensificado nos corredores de General Severiano os rumores sobre a possibilidade de alguns clubes do Brasil tentarem a contratação do apoiador.

Fernandes já havia prolongado seu contrato em fevereiro, quando assinou compromisso até 2017 e sua multa rescisória passou de R$ 10 milhões para R$ 35 milhões.

Fonte: Globoesporte.com