Apesar de ter 95% de chances de garantir a vaga na Libertadores do ano que vem, o Botafogo não quer dar sopa ao azar e vai partir para cima da Chapecoense, na quarta-feira. Jair Ventura tem dado a entender que fará uma mudança significativa na formação do time, tirando um jogador de marcação e promovendo a entrada de um meia ofensivo.

Com o apoio da torcida na Arena, na Ilha, os alvinegros vão apostar no ataque para vencer e, dependendo dos outros resultados, já assegurar, matematicamente, seu lugar entre os seis primeiros no Brasileirão antes mesmo do fim do campeonato.

Os empates nas últimas duas rodadas impediram que o Botafogo abrisse maior vantagem sobre os times que tentam alcançar a zona de classificação para o torneio continental, mas a equipe segue em situação confortável, na quinta colocação e cinco pontos à frente do Corinthians, sétimo colocado.

No grupo alvinegro, a confiança está em alta e todos acreditam que a equipe ainda pode melhorar seu posicionamento na classificação.

“Para nós, tudo é possível. O primeiro objetivo é nos manter no G-6. Mas, se ganharmos os quatro jogos, vamos subir na tabela. Nosso grande objetivo é manter o Botafogo nessa zona da Libertadores e consequentemente subir cada vez mais”, afirmou o lateral-esquerdo Victor Luís.

Dos três jogos que faltam para o Botafogo no Brasileiro, dois serão disputados em casa e um no Allianz Parque, diante do líder do campeonato.

Fonte: Extra Online