Em uma conversa nesta terça-feira, o Corinthians indicou ao Botafogo e ao empresário Reinaldo Pitta que pode pagar 50% do salário de Emerson Sheik para mandar o atacante ao clube carioca. O herói da Libertadores, que não está nos planos de Mano Menezes, iria a General Severiano por empréstimo até o fim do ano.

A negociação ocorreu ao longo do dia e não foi definitiva. O Corinthians quer negociar Emerson, mas uma série de problemas afeta a possível transação. O interesse do Botafogo, revelado, nesta terça, abriu caminho para um desfecho favorável para todas as partes.

Os cariocas têm poucas opções em seu ataque e veem em Emerson um reforço considerável para a disputa da Libertadores. O problema é que o salário de R$ 500 mil do jogador, que tem contrato até o meio de 2015, atrapalhava os planos do Botafogo.

O Corinthians está ciente das dificuldades que o valor impõe aos possíveis interessados e, por isso, já contava que teria de gastar com a transação. O problema é que hoje o clube ainda sofre com a profundidade de seu elenco.

Por mais que Emerson não venha sendo utilizado, Mano só ficaria com Guerrero, Romarinho, Luciano e o jovem Malcom como opções para o setor. Sem jogos oficiais por quase um mês, porém, o clube poderia aproveitar o período e a folga na folha salarial para repor a perda sem maiores danos aos planos da comissão técnica.

Fonte: UOL