Em jogo muito morno e com pouquíssimas chances criadas, Botafogo e Cruzeiro empataram em 0 a 0 na tarde deste domingo, no Mineirão, em jogo válido pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Glorioso, com mais posse de bola, controlou o jogo friamente e alcançou o primeiro empate na competição, subindo para a sexta posição, com 16 pontos. A Raposa está em 15º, com nove.

O Botafogo voltou da pausa para a Copa América com o mesmo Barrocabol: muito toque de bola, tentando cansar o adversário, mas sem criatividade. O Cruzeiro também não produziu nada que entusiasmasse sua torcida. A principal chance foi já aos 39 minutos, em bola cruzada da direita que Marcinho chegou de carrinho e atrapalhou a conclusão de Dedé, que escorou por cima.

Com a estratégia de não rifar a bola à toa, o Botafogo deu o primeiro chute perigoso aos nove minutos do segundo tempo, com Gustavo Bochecha. A equipe alvinegra até chegou a ter momentos na etapa final com mais espaços para atacar, mas acabou pecando. Aos 38 minutos, Alex Santana fez jogada individual e deixou Rodrigo Pimpão na boa, mas o chute foi para fora, no lance mais perigoso.

Próximos jogos

O Botafogo volta a campo no próximo domingo, novamente pelo Campeonato Brasileiro, para enfrentar o vice-líder Santos, às 11h, no Estádio Nilton Santos. Três dias depois, terá pela frente o primeiro confronto pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético-MG, também no Nilton Santos, no dia 24.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 0 X 0 BOTAFOGO

Estádio: Mineirão
Data-Hora: 14/7/2019 – 16h
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Jorge Bernardi (RS)
VAR: Rafael Traci (SC), Elmo Resende Cunha (GO) e Thiaggo Labes (SC)
Renda e público: R$ 215.440,50 / 18.012 presentes
Cartões amarelos:
Cartões vermelhos:
Gols:

CRUZEIRO: Fábio; Weverton, Léo, Dedé e Egídio; Henrique, Ariel Cabral (Fred 34’/1ºT), Jadson e Thiago Neves (Maurício – Intervalo); David e Pedro Rocha (Sassá 17’/2ºT) – Técnico: Mano Menezes.

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Marcinho (Fernando 39’/2ºT), Carli, Gabriel e Gilson; Gustavo Bochecha, Alex Santana e João Paulo; Luiz Fernando (Rodrigo Pimpão 19’/1ºT), Erik (Victor Rangel 22’/2ºT) e Diego Souza – Técnico: Eduardo Barroca.

Fonte: Redação FogãoNET