O Botafogo não pretende parar em Cícero e Diego Souza. Para o restante da temporada, a diretoria tem como objetivo trazer novos reforços. Um apoiador e um lateral direito são os principais alvos do clube no mercado da bola. Mas há um porém. Nada disso acontecerá até que os salários estejam rigorosamente em dia.

Atualmente o Botafogo ainda deve o mês de fevereiro aos atletas, que ficarão com dois vencimentos em falta a partir do dia 5. Como o UOL Esporte revelou, o Alvinegro é um dos clubes que tem sofrido com a nova forma de pagamento da Globo. Para se ter uma ideia, nenhum dinheiro da emissora entrou nos cofres neste ano.

E é justamente por isso que o Botafogo tem encarado problemas neste início de temporada com atrasos salariais. A partir de junho, no entanto, a previsão é que haja uma melhora já que essa é a data estipulada pela Globo para iniciar pagamentos referentes à audiência de cada clube.

Até o momento o Botafogo fechou as dívidas do ano passado e pagou os salários da atual temporada com venda de atletas. Matheus Fernandes, Igor Rabello e Leandro Carvalho foram negociados com Palmeiras, Atlético-MG e Ceará e tornaram possível que o clube honrasse parte de seus compromissos.

A situação segue complicadíssima para o time de General Severiano que mantém folha salarial na casa dos R$ 3 milhões. O valor é bem abaixo dos principais rivais e mesmo assim é pago com extrema dificuldade.

Além de receber pouco da Globo, o clube adiantou receitas em temporadas passadas e se vê sem alternativas a não ser a venda de atletas. Para piorar, o clube perdeu a Caixa, seu principal patrocinador, após o banco estatal cortar investimentos no futebol.

Existe a expectativa em General Severiano de que um novo parceiro seja anunciado no início do Brasileiro e o investimento seja um pouco inferior ao que a Caixa pagava (R$ 12 milhões). Até o momento, no entanto, não há nenhuma negociação avançada.

Quando resolver os vários problemas financeiros, o Botafogo espera trazer um lateral direito e um apoiador. Marcinho e Fernando são jovens e um jogador mais experiente para a posição é bem visto pela diretoria. No meio, Valência pode deixar o Alvinegro e apenas Ferrareis tem as características de criar jogadas, o que é considerado pouco.

O Botafogo volta a campo nesta quinta-feira quando terá o Juventude pela frente em jogo válido pela terceira fase da Copa do Brasil. A partida de ida será no Nilton Santos, e a volta no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

Fonte: UOL