Sempre falando em “meritocracia”, o técnico Jair Ventura deu uma resposta longa ao ser perguntado do motivo da barração de Igor Rabello para a entrada de Emerson Silva. O experiente zagueiro voltou a falhar neste domingo, contra o Atlético-MG, ao cometer um pênalti e desviar a bola no gol do time visitante.

Jair admitiu que Emerson Silva falhou, mas ressaltou que não vai deixar o que chamou de “opinião pública” influenciar nas suas escolhas.

– A volta do Emerson Silva foi no jogo contra o Atlético-MG lá, ele saiu por conta de contusão. O Emerson jogou lá (pelo Atlético), conhece o Fred, optamos pela experiência. Depende do que eu quero do jogador. Nada impede que o Emerson Santos, o Igor Rabello, o Marcelo voltem a jogar. Não tem nada definido, estamos sempre reavaliando. O gostoso de ser treinador é que você faz o que acha melhor, não pelo que a opinião pública está falando. Você não brinca de Cartola. Realmente, o Emerson não fez um bom jogo. Ninguém é intocável. O Igor teve algumas falhas também, duas ali contra o Vasco, assim como o Emerson já teve falhas. Estou sempre buscando o melhor para o Botafogo. Tenho que ir pelo que eu acredito. Tenho 11 meses aqui, será que se eu fizesse tudo o que acham que eu deveria ter feito eu estaria ainda aqui? – afirmou, mostrando um certo incômodo com a pergunta.

O Botafogo volta a campo na quarta-feira para enfrentar o Fluminense, às 21h, no Maracanã.

Fonte: Redação FogãoNET