Antes de virar artilheiro dos clássicos e rei do Rio, Roger conviveu com uma má fase no Botafogo. Ele passou diversos jogos sem marcar e sofreu com as vaias da torcida. Em entrevista ao programa “Papo com Benja”, do canal “Fox Sports”, o técnico Jair Ventura revelou que o centroavante chegou a pedir para sair do clube, mas foi convencido a ficar.

– Roger é um cara fantástico. Tem essa situação de comissão técnica não ser amigo de jogador, para não misturar as coisas, mas a gente tem que ter equilíbrio. Tem jogadores que são diferentes. Nós nos tornamos amigos, até pela idade próxima. Hoje posso falar, ele pediu para sair do Botafogo, falei que não abria mão dele, ele disse que não estava fazendo gol, falei que ia ajudar a gente. Queria sair e desistir, eu disse que ele não podia desistir, tinha que resistir e insistir. É um bom profissional e boa pessoa, começou a ter um ano maravilhoso depois disso. Nos ajudou na Libertadores, superou esse tumor, em breve vai estar nos ajudando de novo – contou Jair.

Após emocionar o Brasil com a história de sua filha Giulia, deficiente visual, e com um tumor nos rins, que era benigno e já foi retirado, Roger está em período de descanso e em breve volta a treinar no Botafogo. Ele tem chance de jogar ainda esse ano.

Com contrato até o fim de 2017 com o Botafogo, Roger negocia a renovação, mas tem outros clubes interessados. Jair Ventura confia na permanência.

– Por mim fica. Não renovou, mas não vão levar não, deixa ele aqui. Ele fica, é nosso artilheiro, não posso perder não – afirmou o técnico.

Fonte: Redação FogãoNET