O elenco do Botafogo estuda uma paralisação nos treinos para este final de semana. Sem acordo com a diretoria pelo pagamento de salários atrasados e diante de uma discussão dos valores a serem quitados, os jogadores cogitam uma greve já a partir deste sábado.

Segundo atletas ouvidos pela reportagem do UOL Esporte, a ideia é “cruzar os braços” nos 30 minutos iniciais do treino marcado para as 9h de sábado em forma de protesto. Mais do que isso, o grupo botafoguense, juntamente com a comissão técnica, decidiram não aparecer para a atividade no domingo – também marcada para a parte da manhã.

Diante dos desdobramentos do final de semana, o grupo ainda pretende repetir a atitude prevista para o sábado na segunda e na terça-feira. O elenco só não realizará uma greve geral por conta do jogo decisivo da próxima quarta-feira, pela Copa Libertadores, contra o Uniõn Española, do Chile, no Maracanã.

Enquanto os jogadores temem completar dois meses sem salários no início de abril, a diretoria se defende e diz que o vencimento se dá apenas no dia 20 de cada mês seguinte. Sem receber o pagamento de fevereiro, o elenco cobrou uma posição da diretoria e ouviu que ainda não havia previsão para que a situação se normalizasse. A falta de uma data para o pagamento foi o estopim para a crise.

Os jogadores estão revoltados com a falta de pagamento. Até porque no início do ano, o Botafogo viu Seedorf sair além das vendas de Rafael Maruqes, Elias e Hyuri. Somente com esses atletas, o Alvinegro economiza quase R$ 2 milhões. Outra questão levantada pelos atletas é a entrada de um novo patrocinador, a TelexFree. Assim, eles não entendem tamanha dificuldade para realizar os pagamentos.

Os jogadores reiteram o compromisso com o Botafogo e sua torcida, mas estão cansados de não receber em dia, o que foi rotineiro em 2013. A promessa é que isso não iria se repetir na atual temporada, mas logo no primeiro mês isso caiu por água. O grupo fica ainda mais revoltado já que toda vez que são colocados contra a parede, conseguem arranjar o dinheiro que até então diziam não ter.

O Botafogo volta a campo nesta quarta-feira, quando medirá forças com o União Española-CHI, no Maracanã. A partida é importantíssima para o Alvinegro, que assegurará a primeira colocação antecipadamente caso vença os chilenos. A expectativa é de grande público, que vem apoiado os jogadores na causa e canta após o fim dos jogos: “1, 2, 3, estamos com vocês”.

Fonte: UOL