O Botafogo sofreu com diversas penhoras este mês – R$ 6,4 milhões da venda de Matheus Fernandes em ação de Oswaldo de Oliveira, R$ 2 milhões da premiação do Brasileiro em ação de André Bahia, R$ 800 mil das cotas de TV em ação envolvendo Henrique Almeida -, estava com os salários atrasados de jogadores e funcionários, mas nesta sexta-feira, mesmo com estes problemas financeiros apontados, conseguiu quitar a folha dos funcionários referente a novembro de 2018. Agora, seguem atrasados apenas as férias e a segunda parcela do 13º salário deste grupo.

Os jogadores ainda não tiveram a quitação dos atrasados de novembro. A direção do Botafogo tem a expectativa de quitação até o fim deste ano. Para isto, espera conseguir no plantão judiciário – já que os tribunais fluminenses entraram de recesso na última quinta-feira – uma medida urgente para conseguir a liberação de ao menos parte do dinheiro penhorado – principalmente no caso da venda de Matheus Fernandes ao Palmeiras. A tendência, entretanto, é que uma decisão judicial sobre os recursos do Botafogo, depois de impetrados, seja tomada somente com o fim do recesso, em 6 de janeiro de 2019.

Fonte: Terra