Montenegro: ‘Não teremos receita suficiente. Nossa folha terá de ser R$ 1 milhão’

Compartilhe:

Qual é a saída para o Botafogo?

O Proforte (rebatizado de Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte) vai ser importante porque os dirigentes serão responsabilizado com seus bens, mas a redenção do futebol brasileiro é nivelar por baixo. Para disputar o campeonato, você vai ter que pagar atrasados e mostrar guias de pagamento de três em três meses para não ser rebaixado. O Botafogo vai precisar pagar despesas do Proforte, que vai ser mais ou menos de R$ 1 milhão. Está tentando um novo Ato Trabalhista (para pagar dívidas com ex-funcionários), e vai pagar mais R$ 1 milhão por mês. E ainda vai precisar de mais uns R$ 400 mil para pagar os impostos do mês. Nosso melhor jogador, o Seedorf, vai ser o Ato Trabalhista. Isso é sagrado. Nosso segundo melhor jogador, o Jefferson, vai ser o Proforte. O terceiro vai ser o imposto do mês. A partir daí, você começa o clube. Não vamos ter receita suficiente. A folha salarial vai ser de R$ 1 milhão, R$ 1,2 milhão.

Isso não é folha de time de Séria A…

Talvez nem de Série B. Vai ter jogador de R$ 15 mil, R$ 20 mil. Vai precisar de criatividade para contratar, trabalho forte na base, botar garotos para jogar e contratar um ou outro astro para compor. E uma comissão técnica normal para poder sobreviver. Se contratar jogador de R$ 300 mil, não vai pagar imposto. Se não pagar, cai de divisão. É melhor não contratar esse pessoal e tentar ficar na Série A com trabalho sério. Na hora que a lei valer para todo mundo, o jogador que ganhava R$ 300 mil não vai bater na outra porta porque o cara vai ter o mesmo problema. Vão ter dois ou três clubes, como Cruzeiro e Internacional, que não vão sofrer impacto, mas vão ter de se adequar para não ficar fora de sintonia. Todos clubes precisam disso. Botafogo, Flamengo e Vasco precisam muito. O Fluminense, se a Unimed sair, é o clube em pior situação do Brasil. Vão levar todos jogadores e deixar uma dívida tremenda. O Botafogo tem que se redimensionar. Se tiver Proforte, vai ficar igual a todo mundo. Se não tiver, só o Botafogo tem que fazer, mas via ficar bem atrás dos outros.



Fonte: O Globo Online
Comentários