Em uma reunião realizada na tarde desta sexta-feira, que envolveu a cúpula de futebol do Botafogo e o empresário do volante Marcelo Mattos, Carlos Leite, as partes chegaram a um acordo e encerraram o vínculo do atleta com o Glorioso. O contrato do jogador, até então, era até junho de 2016, mas o clube ainda deve 10 meses de direitos de imagem e seis meses de carteira de trabalho referente a uma dívida de 2014, com relação a antiga gestão, mais ou meses até o vínculo de 2016.  A divida gira em torno de 4 milhões de reais.

Fonte: Site da Rádio Tupi