Oswaldo: ‘Bruno Mendes merecia isso. Estou feliz porque sempre acreditei nele’

Compartilhe:

A ofensividade foi o que caracterizou o time do Botafogo nesta temporada. Porém, o setor passou por uma crise nos últimos dois meses, período em que nenhum jogador da função conseguiu balançar as redes. O último a marcar foi Elias, diante do Santos, no dia 15 de setembro – Rafael Marques deixou o seu contra o Flamengo, mas o camisa 20 vem sendo escalado como apoiador.

E foi justamente Elias o responsável para quebrar essa marca negativa. Ele, no entanto, não foi o grande destaque da noite de sábado na goleada sobre o Atlético-PR. Bruno Mendes findou um jejum pessoal ainda maior, já que não marcava desde o dia 21 de abril, diante do Volta Redonda, ainda pelo Campeonato Carioca.

“Representa muito para mim. É muito trabalho e esforço, o grupo todo me ajudando e pude voltar a fazer gols para ajudar a equipe. O ambiente é muito bom desde o começo do ano. O grupo é excelente, unido e fechado. É o que estamos mostrando para poder buscar a vaga na Libertadores”, disse Bruno Mendes.

“Estou muito feliz, fui na vontade e tenho que agradecer a eles. Esse é o grupo do Botafogo. Também tenho que dar parabéns ao Bruno, que é um garoto que vem entrando nos jogos buscando o gol e, graças a Deus, hoje ele conseguiu marcar dois. Estou feliz para caramba, aqui é uma família e não tem esse negócio de ficar com inveja de quem entra”, concluiu Elias.

E os gols de Bruno Mendes não alegraram apenas os torcedores. Oswaldo de Oliveira tem praticamente uma relação de pai e filho com o atacante. Particularmente feliz com o desempenho de seu pupilo, o treinador mostra preocupação com os problemas extracampo do jogador.

“Ele merecia isso. Esse menino veio no ano passado e se destacou com muitos gols. Atraiu olhares ambiciosos e isso o atrapalhou muito seu desenvolvimento. No Brasil isso ocorre com frequência. Tem uma ascensão mercurial e uma queda tanto quanto, por esse assédio desmedido. Essa coisa incontrolável que não conseguimos conter”, afirmou.

“Tenho experiência e tento limitar, orientar, mas jogador não dorme na minha casa e nem no clube, tem vida particular. Estou feliz porque sempre acreditei e disse ao Bruno que ele teria chance de reconquistar o espaço que merece. Vamos ver se consegue estabilizar novamente e reeditar o bom desempenho”, completou.

Com a vitória, o Botafogo chegou aos 57 pontos e pulou provisoriamente para a 3ª colocação, ultrapassando Goiás e Grêmio, que entram em campo neste domingo e podem recuperar a vaga no G-4. O Alvinegro volta a campo no próximo domingo, quando medirá forças com o São Paulo, no Morumbi.

Fonte: UOL

Comentários